‘Jogos como o de hoje não deveriam existir’, reclama Mano

O treinador celeste disse que partidas em meio a uma decisão como a da Copa do Brasil gera sacrifícios no grupo

Mano Menezes teve de levar vários jogadores sub-20 para compor o banco da Raposa- Celso Pupo/Fotoarena
Mano Menezes teve de levar vários jogadores sub-20 para compor o banco da Raposa- Celso Pupo/Fotoarena

“Jogos como o de hoje não deviam existir”. A frase forte de Mano Menezes se deve ao calendário do Cruzeiro no ano que tem de dividir sua atenção com as decisões que o time vem disputando em 2018.

Para o treinador, ter de pensar numa rodada do Brasileiro em meio a uma final de Copa do Brasil é complicado porque há uma divisão de trabalho e até sacrifícios no grupo de jogadores, tendo de acelerar a entrada de jovens da base para compor o grupo.

– Ter de dividir o grupo dessa forma é difícil. Acho que não fizemos um mau jogo. Não era para sermos derrotados assim. Tivemos de abrir depois do gol. Penso que pelas oportunidades que criamos, pelo ultimo toque, ultimo passe, poderíamos ter feito um ou dois gols. Tem de aproveitar essas chances, mas está denro desse pacote. Ter de usar sub 20, que jogou contra o América-MG. Fazem com que aceleremos um processo de escalação no time principal. Mas, vamos com tranquilidade. O brasileiro vamos jogar depois que passar a Copa do Brasil. Se tudo der certo com a conquista do título disse Mano.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...