Luiz Gustavo, sobre fase do Vasco: ‘Veremos quem é homem de verdade’

Após derrota por 3 a 0, zagueiro disse que única solução para melhorar situação do cruzmaltino no Campeonato Brasileiro é manter o trabalho

Zagueiro vem ganhando sequência no Vasco (Foto: Magalhaes Jr / Photopress)
Zagueiro vem ganhando sequência no Vasco (Foto: Magalhaes Jr / Photopress)

Após uma derrota para o Santos por 3 a 0 diante de sua torcida, no Maracanã, a situação no Vasco é, por consequência, de terra arrasada. Sem vencer há duas rodadas, o Cruzmaltino está ocupando a 16ª colocação na tabela do Campeonato Brasileiro.

Após o término da partida, o zagueiro Luiz Gustavo admitiu que a situação vivida em São Januário não é das melhores, mas é chegou a hora de quem é “homem de verdade” para superar as cobranças vindas da torcida e melhorar a situação do Vasco no principal campeonato do país.

– Temos que nos dedicar mais. Está difícil, a gente sabe disso. Só que a gente não pode se abater por isso. Agora, veremos quem é homem de verdade. A cobrança não tem que ficar em cima de um ou de outro (jogador), e sim em todo mundo. Temos que ter ciência disso, se dedicar cada vez mais para tirar o Vasco dessa situação. O Vasco não merece isso – disse.

Ao ser perguntado se a proximidade da zona de rebaixamento pode atrapalhar o rendimento do Vasco na sequência da temporada, o defensor não negou, mas afirmou que a única solução é manter o trabalho. Até aqui, Alberto Valentim ainda não venceu comandando o Gigante da Colina.

– Atrapalha, certeza. Mas é como eu disse, a gente tem que trabalhar. Está difícil, tem que trabalhar, não tem o que fazer. Temos que achar o erro, quem está aqui do lado de dentro tem que identificar o que está acontecendo. Temos que trabalhar para tirar o Vasco dessa situação – afirmou.

O lateral-esquerdo Henrique, por sua vez, falou que o Vasco precisa superar o resultado negativo e já projeta o duelo contra o América-MG, o próximo compromisso do cruzmaltino no Campeonato Brasileiro, na quinta-feira, às 20h.

– A gente precisa ir para lá (Belo Horizonte) e montar uma estratégia em cima do objetivo de ganhar os três pontos. Mas jogando de maneira certa, organizada, porque precisamos pontuar fora de casa – falou.

O jovem também falou sobre o esquema de Alberto Valentim, que é diferente daquele que Valdir Bigode e Zé Ricardo utilizavam, por não entrar com três volantes. Henrique, porém, afirmou que a mudança da formação não é desculpa para o rendimento ruim da equipe.

– É claro que são dois esquemas totalmente diferentes. Cada um tem que cumprir sua função, então não acho que é desculpa a falta de entrosamento porque a gente se conhece desde o início do ano. O time já se conhece muito bem – completou.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...