Catarinense vence prova do Mountain Do na Argentina

Gabriela Paula Santos, de Florianópolis, conquistou prova disputada no Ushuaia, no extremo Sul do continente

A manezinha Gabriela Paula Santos conquistou a primeira edição do Mountain Do Fim do Mundo, no Ushuaia, no extremo Sul da Argentina, na categoria 21 km para atletas entre 35 e 40 anos. Um dos principais nomes da tradicional prova de montanhismo brasileira, a catarinense fez o tempo de 1h43min02 e sagrou-se campeã no frio argentino.

Hermeto Barcelos/Divulgação

Catarinense Gabriela Paula Santos fez o tempo de 1h43min02

Foram 21 quilômetros entre trilhas, montanhas e estradas de chão, no Parque Nacional Terra do Fogo, a uma temperatura de 7°C. “Foi uma prova bem diferente das que eu estava acostumada no Brasil. Além das adversidades do percurso, também tinha a questão do clima. O frio era intenso, chegava a doer no início. Mas o visual era belíssimo e fiquei muito feliz em vencer esta primeira edição da prova na Argentina. É uma coisa que vai ser sempre lembrada”, afirmou a atual campeã do Mountain Do Costão do Santinho, em Florianópolis.

Acostumada a competir em casa, Gabriela valorizou a experiência de correr em um lugar inóspito. O Parque Nacional Terra do Fogo, no Ushuaia, fica a 3.425 quilômetros de Florianópolis e para chegar é necessário pegar o famoso Trem do Fim do Mundo. Ao contrário de pessoas na torcida, pinguins, lobos marinhos e cormoranes faziam parte do cenário. “Foi uma experiência incrível. Em Florianópolis, sempre tem muita gente acompanhando a prova, minha família, meus amigos, mas aqui era praticamente só nós, os competidores. Parecia, realmente, o fim do mundo”, ressaltou a manezinha.

Greve do setor aéreo adia volta de brasileiros

Apesar do cansaço e do desgaste da prova, Gabriela Paula Santos vai ter que esperar para retornar com a medalha de ouro para casa. Uma greve inesperada no setor aéreo argentino afetou vários voos internacionais e domésticos e impossibilitou que os brasileiros que disputaram o Mountain Do Fim do Mundo voltassem para o Brasil.

A greve foi decretada por tempo indeterminado pelo sindicato da categoria e a previsão é que os brasileiros, que chegariam hoje no país, consigam retornar apenas na sexta-feira. “Fomos pegos de surpresa. Era para voltarmos hoje (ontem), mas por conta desta greve vamos ter que ficar mais uns dias aqui”, contou a catarinense.

Além do frio, os brasileiros também têm que lidar com a falta de recursos no extremo Sul da Argentina. “A situação está bem difícil. Até para se comunicar estamos tendo problemas. O hotel está sem wi-fi, está tudo muito complicado”, desabafou. “A coisa está feia aqui no fim de mundo”, completou sem perder o bom humor.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Corrida

Loading...