Essenciais: são muitos, os nossos heróis da saúde

Você já ouviu várias vezes que os serviços de saúde são essenciais. E já deveria saber, mas o termo ganhou ainda mais evidência com a pandemia do coronavírus. Todo trabalhador da saúde é de fato indispensável, mas costumamos nos lembrar normalmente dos médicos e dos enfermeiros, ao citar essa categoria. Tem muito mais.

Tem gente que dirige, gente que limpa, gente que cozinha, gente que organiza… E toda essa gente cuida de gente. Uma categoria inteirinha na linha de frente – e que é, de fato, essencial.

A série “Essenciais” apresentou profissões que são indispensáveis nas nossas vidas, mas que não têm tanta visibilidade no cotidiano. O Dia do Trabalhador nos instigou a pensar nesse projeto. Ao longo de seis grandes reportagens, retratamos o dia a dia dos coletores de lixo, motoboys, carteiros, coveiros, padeiros e, agora, dos profissionais da saúde.

Toda profissão é importante. E todas elas têm espaço no Balanço Geral.

+

BG Criciúma