Moacir Pereira

Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC. Integrante da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


As duas Anitas que fizeram história em Santa Catarina

Duas mulheres que integraram Santa Catarina a dois países

O falecimento da empresária Annita Hoepcke da Silva abre um vácuo na vida cultural de Florianópolis e de Santa Catarina. Nascida de família rica, mãe descendente de alemães e pai de portugueses,  dedicou-se na fase adulta a preservar as raízes das duas nacionalidades.

Teve requintada formação com a orientação de dona Ruth, e tomou o gosto pela música e a paixão por Florianópolis do pai.

Inteligente, talentosa, poliglota, cantora, fina educação, conversa macia e muita serenidade, tinha outras incontáveis virtudes e qualidades.  Sabia-se que participava de eventos artísticos e apoiava promoções culturais de caráter filantrópico, porque amava a música. Mas também porque olhava para os desfavorecidos.  Sabe-se agora que a benemerência era maior,  praticada no silêncio dos doadores solidários e generosos.

Possuía outra característica comum aos corações pródigos: o sorriso contagiante, a revelar espírito fraterno e amigo.  Sua presença iluminava o interlocutor, transmitia aquela energia do bem.

Com a irmã Silvia, criou e presidiu o Instituto Carl Hoepcke, realizando um extraordinário projeto de resgate da colonização alemã em Santa Catarina, promovendo eventos culturais, ensino e publicações.

A prioridade era a pesquisa e  preservação do rico patrimônio da imigração germânica, herança da mãe, e uma contínua busca pela conservação das raízes portuguesas, herdadas do pai.

Familiares e amigos despediram-se cantando “Como é grande o meu amor por você”, e o “Rancho de Amor a Ilha”.

Anita, a  lagunense Ana de Jesus Ribeiro, na guerra, integrou  Brasil e Itália.  Annita, com dois “n”, na paz, uniu Santa Brasil e Alemanha.

*

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.