Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


Fábio Botelho assume gestão da cultura de Florianópolis

Novo superintendente fala em "forte reestruturação" da Fundação Franklin Cascaes

Ex-presidente da Liesf (Liga das Escolas de Samba de Florianópolis), Fábio Botelho assumiu na sexta-feira (19) a presidência da Fundação Franklin Cascaes. Ele fala em “forte reestruturação” na gestão.

Fábio Botelho, novo superintendente da Fundação Franklin Cascaes – Foto: Foto Flavio Tin/Arquivo/NDFábio Botelho, novo superintendente da Fundação Franklin Cascaes – Foto: Foto Flavio Tin/Arquivo/ND

Você fala em apoio ao setor cultural, fortemente afetado pela pandemia. O que os artistas da Capital podem esperar da gestão que começa agora?
No primeiro momento precisamos recadastrar todos os artistas e entidades culturais. Saber quem são e onde estão.

Depois, todos podem esperar uma Franklin Cascaes aberta e com ações permanentes. Precisamos montar um cronograma de atividades voltadas para a cidade com nossos artistas locais

Como vai ser a construção desse calendário cultural permanente para Florianópolis? Quem vai ser envolvido nessa conversa e qual o prazo para conclusão?
Esse planejamento começa na próxima semana. Todos os setoriais serão envolvidos. Vamos buscar com o corpo técnico o entendimento do melhor para a nossa cultura.

Em seguida, vamos chamar o conselho municipal e pactuaremos as premissas. A fundação passará por uma forte reestruturação em sua gestão. Vamos dar velocidade ao setor para ajudar na retomada da economia.