Mãe de três filhos, Fabiana Karla acredita que idade e maturidade lhe fizeram bem

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Quem acompanha “Malhação: Vidas Brasileiras” (Globo) já percebeu um rosto novo (ou nem tão inédito assim) no elenco do folhetim nesta semana. Mais conhecida do público por seu trabalho como comediante do “Zorra” ou pelo destaque no quadro Dança dos Famosos, do Faustão, Fabiana Karla, 42, ainda comemora a repercussão de uma participação especial como Penha, tia de Maria Alice (Alice Milagres).

Na produção, a personagem acompanhou o enterro do marido, Armando (Marcos França). A atuação teve um peso dramático, diferente do que está acostumada. “Fiquei o dia todo concentrada, chorei [em cena], foi um dia bem difícil, com direito a enxaqueca no final”, conta ela. “Mas foi maravilhoso estar com aquele elenco megatalentoso, que tem o brilho no olhar de quem está começando”, avalia a atriz, que começou sua carreira como humorista aos 14 anos.

Foi em 2003 como Célia, a doméstica fofoqueira de “Mulheres Apaixonadas”, que ela finalmente emplacou seu primeiro trabalho na TV. Depois disso, participou de seriados e entrou para o elenco do então “Zorra Total”, também na Globo, em 2004 -humorístico no qual criou o bordão “Isso pode!”.

Fabiana será vista nos cinemas, a partir desta quinta (6), no filme “Crô em Família”, protagonizado por Marcelo Serrado -que revive seu personagem na novela “Fina Estampa” (Globo, 2011), fiel escudeiro da vilã Tereza Cristina (Christiane Torloni).

No longa, Fabiana é Jurema, conhecida como rainha da cocada, e se inscreve na escola de etiqueta de Crô. Fabiana e Serrado já estiveram juntos no remake de “Gabriela” (Globo, 2012), como o casal Tonico e Olga. “Gravar com o Marcelo é uma alegria, uma parceria em que eu me divirto sempre! Parece que estou revivendo os momentos da novela”, fala.

ATRIZ QUER INSPIRAR AMOR PRÓPRIO

Em suas redes sociais, Fabiana Karla soma mais de 1 milhão de seguidores. Ela acredita que sua autenticidade e seu amor pela profissão sejam os pontos apreciados pelo público. Em suas postagens, reforça sempre a importância do amor próprio.

“Gosto de inspirar o bem-estar de todos. A minha bandeira ‘seja a melhor versão de você’ realmente serve para todos os sexos, raças, cores e credos”, comenta ela.

Mãe de três filhos, Fabiana acredita que a idade e a maturidade lhe fizeram bem. “Sou uma mulher mais feliz hoje com meu corpo do que quando eu tinha 20 anos. Hoje sei usar o que tenho de melhor a meu favor.”

Em julho deste ano, Fabiana recebeu a Palma da Paz, um prêmio italiano que já foi entregue a Michael Jackson (1958-2009) e Nelson Mandela (1918-2013), por seu trabalho filantrópico em Recife, sua cidade natal. “Tive eventos de violência na minha vida e consegui superá-los. Achei uma maneira de passar melhor por isso e seguir adiante.”

+

Cultura

Loading...