No Dia Mundial da Fotografia, relembre registros históricos do ND

O Jornal ND abre o baú para rememorar fatos marcantes e belas capturas de fotógrafos que contam histórias no jornalismo

No Dia Mundial da Fotografia, ferramenta crucial no exercício diário do jornalismo, o ND selecionou imagens históricas que foram publicadas no decorrer dos 15 anos de circulação do jornal. A seleção é do fotógrafo Leo Munhoz, que tem 10 anos de experiência no fotojornalismo em Santa Catarina e, desde janeiro de 2021, está no Grupo ND.

Segundo Munhoz, a fotografia jornalística se diferencia por conseguir condensar todas as informações da reportagem em um clique.

“Teoricamente, foto de capa e manchete são os elementos mais importantes do jornal, porque fazem que seja folheado. Para qualquer coisa que você olhe, a foto é vista primeiro, pelo colorido, pelo que tem de diferente. O ser humano gosta do que é visual”, acredita Munhoz.

Quanto às diferenças de produção, o profissional lembra que, no jornalismo, o que muda é a velocidade: “Temos menos tempo, é meio automático. Não dá para refazer”, ressalta.

Sobre o que é proibido na fotografia jornalística, Munhoz destaca a manipulação e diz que jamais deve ocorrer, tanto na hora de capturar a imagem, quanto na hora de tratar:

“O que fizemos, no dia a dia, é retocar a foto: brilho, foco, cor, enquadramento, mas incluir ou retirar elementos não é certo”, ensina, enfatizando a importância do profissional. Confira a galeria:

Céu de Florianópolis em 29 de outubro de 2019 teve assustadora virada de tempo – Foto: Flavio Tin/Arquivo/ND
1 8
Céu de Florianópolis em 29 de outubro de 2019 teve assustadora virada de tempo – Foto: Flavio Tin/Arquivo/ND
Registro de um ônibus incendiado em Florianópolis por facção criminosa em 2011 – Foto: Luiz Evangelista/Arquivo/ND
2 8
Registro de um ônibus incendiado em Florianópolis por facção criminosa em 2011 – Foto: Luiz Evangelista/Arquivo/ND
Essa cobertura tem mais um registro de ônibus queimado, após incêndio causado por facção criminosa, em Florianópolis, em 2011 – Foto: Joyce Reinert/Arquivo/ND
3 8
Essa cobertura tem mais um registro de ônibus queimado, após incêndio causado por facção criminosa, em Florianópolis, em 2011 – Foto: Joyce Reinert/Arquivo/ND
De 28 de junho de 2012, as dunas do Parque Ecológico do Santinho  – Foto: Daniel Queiroz/ND
4 8
De 28 de junho de 2012, as dunas do Parque Ecológico do Santinho  – Foto: Daniel Queiroz/ND
Em 23 de junho de 2013, o raro fenômeno de neve no Morro do Cambirela surpreende moradores da Grande Florianópolis – Foto: Daniel Queiroz/Arquivo/ND
5 8
Em 23 de junho de 2013, o raro fenômeno de neve no Morro do Cambirela surpreende moradores da Grande Florianópolis – Foto: Daniel Queiroz/Arquivo/ND
Registro histórico da reinauguração da Ponte Hercílio Luz em dezembro de 2019 – Foto: Flavio Tin/Arquivo/ND
6 8
Registro histórico da reinauguração da Ponte Hercílio Luz em dezembro de 2019 – Foto: Flavio Tin/Arquivo/ND
Carro transitando na Ponte Hercílio Luz depois da reabertura do maior ponto turístico de Florianópolis – Foto: Anderson Coelho/Arquivo/ND
7 8
Carro transitando na Ponte Hercílio Luz depois da reabertura do maior ponto turístico de Florianópolis – Foto: Anderson Coelho/Arquivo/ND
Pescador da praia de Ponta das Canas, em Florianópolis, ajustando a rede para a safra da tainha 2021 – Foto: Leo Munhoz/ND
8 8
Pescador da praia de Ponta das Canas, em Florianópolis, ajustando a rede para a safra da tainha 2021 – Foto: Leo Munhoz/ND
+

Cultura

Loading...