Moacir Pereira

Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC. Integrante da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


Os 80 anos do artista catarinense Juarez Machado

Juarez celebra o aniversário isolado na fazenda do filho no interior do Rio

O artista joinvilense Juarez Machado está comemorando hoje 80 anos de idade.  É uma das maiores expressões culturais de Santa Catarina e o que nas últimas décadas mais projetou o Estado e o Brasil no exterior, a partir de suas exposições em vários países e continentes e de seu ateliê em Montmartre, em Paris.

Juarez é dos mais premiados artistas brasleiros – Foto: arquivoJuarez é dos mais premiados artistas brasleiros – Foto: arquivo

Juarez nasceu numa família de artistas. A profissão de caixeiro viajante de seu pai fez com que ele passasse mais tempo ao lado de sua mãe e irmão.

A sensibilidade artística já corria em seu sangue de jovem criativo e irrequieto.  O primeiros desenhos e esculturas de barro fizeram parte da sua infância. Aos 14, começou em uma gráfica no setor de produção de rótulos de remédios, embalagens e cartazes para laboratório.

De acordo com resumo biográfico em um de seus catálogos: “Em 1959, com 18 anos, mudou-se para Curitiba, matriculando-se na Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Recém-formado, em 1964 realizou sua 1ª mostra individual na Galeria Cocaco, de Curitiba, iniciando uma carreira de grande sucesso. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1966/1965, onde residiu por vinte anos. Através de seus desenhos de humor, projeta-se nacionalmente. Além do desenho e da pintura, fez incursões pela mímica, cenografia, programação visual, ilustração e escultura. Foi chargista dos principais jornais brasileiros e mímico no programa Fantástico, da TV Globo. No final dos anos 70 voltou-se totalmente para a pintura. Em 1971 realizou os desenhos de abertura do filme Uma Pantera em Minha Cama.

Pretendendo internacionalizar seu trabalho, em 1978 Juarez viajou a Nova IorqueLondres e, finalmente, foi para Paris, onde fixou residência em 1986 e montou ateliê, sem prejuízo dos ateliês já instalados em Joinville e Rio de Janeiro.

Juarez Machado recebeu inúmeros prêmios, tanto no Brasil como no exterior. Tem feito exposições frequentes nos Estados Unidos e na Europa.

Uma das mais importantes iniciativas do premiado e criativo artista foi a construção do Instituto Juarez Machado, em Joinville.”

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.