Sérgio da Costa Ramos

Escritor e jornalista, membro da Academia Catarinense de Letras, autor de doze livros de crônicas, e figurou na imprensa diária nas últimas duas décadas.


Presépios globais

As túnicas dos pastores e os mantos dos Reis Magos mais parecem trajes futuristas saídos de Star Wars e até já saiu de moda a confecção dos velhos presépios caseiros

Assim como a crise, globalizaram os presépios. Alguns dispensaram até a “barba de velho”. As túnicas dos pastores e os mantos dos Reis Magos mais parecem trajes futuristas saídos de Star Wars e até já saiu de moda a confecção dos velhos presépios caseiros, feitos de areia fina, papel de embrulho pintado, barba de velho, conchas e espelhinhos.

Seria a tal globalização chegando aos presépios de Natal? Vendem agora os Made in China, simplificado, que já exibe um Menino Jesus de olhinhos puxados.

Presépio em cerâmica de alta temperatura de Jone Cezar de Araújo – Foto: Jone Cezar de Araújo/Divulgação/NDPresépio em cerâmica de alta temperatura de Jone Cezar de Araújo – Foto: Jone Cezar de Araújo/Divulgação/ND

A primeira evidência de que os tempos estão mudados, desde o nascimento do Nazareno, está nas luzinhas: não há presépio que não pisque de maneira mais feérica do que um cassino de Las Vegas.

Quem se arriscar a “conversar” com os personagens de um presépio, como se fosse um recenseador do IBGE, constatará a mudança radical dos sentimentos e dos sonhos daqueles que há dois mil anos seguiram a estrela de Belém até a modesta estrebaria, e lá testemunharam, emocionados, o nascimento de Jesus Cristo.

Antigamente, os lagos feitos de espelhinhos estavam sempre cheios de marrecos, os “quintais” repletos de galinhas e as pastagens não chegavam para tanto gado.Hoje, vá se “examinar” um frango de presépio… Encontrar-se-á uma ave estressada, com os nervos em “frangalhos”, vazia de qualquer emoção por estar ciscando ali, no quintal do Menino.

O frango de hoje nasce confinado, cresce já sabendo que seu destino é o matadouro.E a ovelha, então? Antigamente a ovelha era aquele cordeirinho de Deus que nem se abalava com os pecados do mundo.

Carregava esse peso “extra” com a maior alegria. As lãs imaculadas, branquinhas, garantiam aquele ingênuo visual de todos os presépios, conferindo dignidade aos pastores, pois sem ovelhas eles se transformam em meros desempregados.

Nos presépios de hoje não se vê pastores, e a ovelha que predomina nesses rebanhos tem um rosto comprido, uma lã quase lisa e um jeitão assim de “Dolly”, aquela ovelhinha que foi clonada para ensaios da ciência genética.Triste, uma ovelha de presépio “multinacional” desabafou, clamando por uma CPI:– Sou clonada! Estão brincando com os nossos genomas!E o “menino”?

Dizem os reis Magos que a criança desdenhou a mirra e o incenso como presentes. Pediu um smart phone, um playstation 5 e uma camiseta do Avaí…Espero que não desdenhem da Missa do Galo. Até porque o Galo anda bem valorizado. Acabou de ser campeão do Brasil

Loading...