Série de reportagens da NDTV revela detalhes de documentário sobre Anita Garibaldi

As doze reportagens especiais sobre "Anita – amor, luta e liberdade" serão exibidas no Balanço Geral, que vai ao ar às 11h50, e também no ND Notícias, às 19h, a partir desta segunda (23)

Retratar com fidelidade uma personagem tão complexa e intensa como Anita Garibaldi não é tarefa fácil. Para isso, o documentário “Anita – amor, luta e liberdade” contou com cerca de 40 pessoas. E para o público conhecer melhor o envolvimento desses profissionais no projeto e começar a se ambientar com os locais por onde a revolucionária passou e viveu, uma série de doze reportagens especiais vai ao ar a partir desta segunda-feira (23), na NDTV.

documentárioBastidores do documentário “Anita – amor, luta e liberdade” – Foto: Divulgação/ NDTV

Dentre os profissionais que atuaram no projeto estão colaboradores da NDTV, profissionais independentes que atuam no cinema, atores e produtores no Brasil e na Itália. Além disso, historiadores, professores e estudiosos da trajetória de Anita Garibaldi também emprestaram seus conhecimentos para a produção.

As doze reportagens serão exibidas no Balanço Geral, que vai ao ar às 11h50, e também no ND Notícias, às 19h, a partir desta segunda-feira. Sempre às segundas, quartas e sextas-feiras as matérias serão exibidas até o dia 17 de setembro.

Gravações das matérias e documentários

As gravações das matérias e do documentário aconteceram em paralelo, por isso, parte dos profissionais se envolveu diretamente nos dois projetos, um intenso mergulho na história de Anita Garibaldi.

“Não tem como não se envolver com Anita Garibaldi. Ela se tornou inspiração para mim, como mulher!”, afirma Maria Fernanda Bulcão Vianna, responsável pela produção do documentário e da série, além da edição das reportagens.

“Muitas vezes eu me pego pensando o que Anita faria, como ela reagiria a essa situação? E a resposta é sempre a mesma: com coragem e amor”, continua Bulcão. “Estou muito feliz que os telespectadores vão poder assistir às matérias e ao documentário que foram feitos com tanto carinho pela nossa equipe e para o qual estamos há meses nos dedicando”, conta. “Eu me joguei de cabeça neste projeto, e espero que todos sintam esse entusiasmo de casa!”, ressalta.

Toda a narrativa é conduzida pelo experiente jornalista Celito Esteves, as imagens são de Marcelo Feble, edição e finalização de Ricardo Alexsander e Maria Fernanda Bulcão Vianna e a direção de Isabela Hoffmann, responsável também pela condução do documentário.

Por meio das reportagens o telespectador vai saber, por exemplo, como foi o processo de criação da trilha sonora do projeto. A compositora e cantora Vanere da Rocha Pires criou a música “Tributo à Anita Garibaldi”.

“A mulher infelizmente ainda sofre preconceitos, então, essa música foi inspirada nessa história. Quero através dessa letra transmitir para as mulheres que elas não estão sozinhas”, afirma Vanere de Rocha.

 A série também faz um passeio pelos lugares mais importantes na trajetória de lutas de Anita. Um exemplo é a Ponta do Camacho, em Laguna. Foi de lá que ela deixou a cidade com Giuseppe Garibaldi há mais de 180 anos para lutar por justiça e liberdade.

A equipe também esteve em Imbituba, onde a revolucionária participou de sua primeira batalha. O trabalho de pesquisadores, professores e das comunidades para manter viva a memória da heroína também são destaque na série.

+

Anita: Amor, Luta e Liberdade

Loading...