Marcos Cardoso

marcos.cardoso@ndmais.com.br A sociedade da Grande Florianópolis, os eventos culturais e as tradições da região analisadas pelo experiente jornalista Marcos Cardoso.


Sociedade catarinense perde Vilma de Lourdes Cardoso

Ela morreu na madrugada desta quarta-feira (13), aos 91 anos

Morreu na madrugada desta quarta-feira (13), em Florianópolis, Vilma de Lourdes Polidoro Cardoso, aos 91 anos (completaria 92 no dia 10 de novembro).

Ela estava internada na UTI do hospital Baía Sul pela segunda vez em duas semanas, devido a problemas respiratórios, e acabou falecendo por causas naturais.

Viúva do empresário Oscar Cardoso Filho (1925-1994), o Zico, era mãe de Vera Cardoso Pítsica (casada com Savas Apóstolo Ptísica), Elizabeth Cardoso Struve (casada com Celio da Costa Struve), Katia Cardoso Dimatos (casada com Demósthenes Dimatos) e do saudoso Oscar Cardoso Neto (que foi casado com Sandra Valente Cardoso). Deixou também nove netos e 10 bisnetos.

Era irmã de Jorge Seara Polidoro, professor aposentado do curso de odontologia da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) e fundador da Academia Catarinense de Odontologia; do falecido radialista Dakir Polidoro, que foi vereador e prefeito interino da Capital, em 1964; e de Hélio Seara Polidoro, falecido precocemente em 1967.

Presença alegre e elegante nas festas e eventos, Vilma participou marcantemente da vida social de Florianópolis, era uma dama. Com suas amigas de décadas, promovia o tradicional lanche de São Nicolau, arrecadando doações para as obras da Igreja Ortodoxa Grega.

O corpo está sendo velado no cemitério São Francisco de Assis, no Itacorubi, onde será sepultado às 16h.

Vilma de Lourdes Polidoro Cardoso – Foto: DM Fotografias/Divulgação/NDVilma de Lourdes Polidoro Cardoso – Foto: DM Fotografias/Divulgação/ND

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...