Sérgio da Costa Ramos

Escritor e jornalista, membro da Academia Catarinense de Letras, autor de doze livros de crônicas, e figurou na imprensa diária nas últimas duas décadas.


Sonata de Floripa

A Lagoa é um concerto sinfônico de águas claras, conjugado às areias douradas e ao verde das matas nativas, debruando o dorso sensual das encostas

Foram dias de sol radiantes, esses que assinalaram o aniversário de Floripa. Talvez uma recompensa de Deus pelos dias sinistros de pandemia e pelos desmazelos do STF. Prefiro enaltecer a beleza da Ilha a contemplar a feiúra de certas instituições. Acendo todas as minhas velas no altar da ilha-formosa. E toco o meu violino imaginário em sua homenagem.

Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis – Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Divulgação/Secom/NDPonte Hercílio Luz, em Florianópolis – Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Divulgação/Secom/ND

Imagino uma trilha sonora para ilustrar o filme sobre as nossas belezas. Teríamos que convocar, claro, as trombetas de todos os anjos, as harpas do Todo Poderoso e o poder de criação de todos os gênios da música. A Ilha não se embala com um único gênero. A Ilha é pop, mas também é erudita.

A Ilha é folclore, mas também é a elaborada erudição de um José Brasilício de Souza, um Edino Krieger. Não poderia faltar Luiz Henrique Rosa, um pop bossa nova, cujo imenso talento será para sempre lembrado, como o nosso maior menestrel. Depois de “Sempre Amor” e “Se Amor é Isso”, meu caro Luiz Henrique, a Ilha jamais será mal amada.

Mas que tipo de música associar ao balanço das ondas dos nossos mares? Sinfonias completas e bem acabadas? Consonâncias perfeitas entre o mar profundo, a mata nativa e atlântica, as dunas e as donas mais belas do Universo?

Ao contrário da famosa Oitava Sinfonia em si menor, de Schubert, composta de um allegro e de um andante, a sinfonia ilhoa seria recheada de allegros ao Norte, líricas à Leste, minuetos ao Sul, e um finale rápido ali no Estreito, onde as pontes “amarram” todos esses movimentos ao Continente próximo.

A “Terra é azul”, informara o astronauta Gagárin. Já os mares dessa Ilha maravilhosa, ao sul da América, não são apenas azuis. São atmosferas de vários tons: o âmbar das dunas, as curvas das donas, e o verde ecológico das matas…Há cores inimaginadas nas auroras e nos poentes da Ilha. E há matizes e Matisses durante as suas Quatro Estações. Na verdade, durante as cinco: outono, inverno, primavera, verão – e a Praia Mole, que é uma “estação” à parte – viveiro de algumas das mais belas espécies da Criação.

Impressionista e impressionante é o nosso Outono, com sua luz filtrando até a nervura das montanhas e oferecendo à retina do homem uma espécie de apoteose da natureza. Sinfonia? Sonata? Concerto? Às vezes há uma heróica ópera de Wagner rugindo nas ondas da Joaquina ou da Mole, Walquírias cavalgadas por surfistas. E há Ravel no Bolero de suas espumas à beira-praia, mansas e eternas.

Na verdade, nem Wagner, nem Ravel: Vivaldi.Saint-Exupéry e Vivaldi. Um sobrevoou as praias da Ilha, inebriado por suas belezas. O outro há de tê-las enxergado em sonho, compondo-as em si bemol e em fá maior. Dos elementos, desprende-se um mar de instrumentos.

A Lagoa é um concerto sinfônico de águas claras, conjugado às areias douradas e ao verde das matas nativas, debruando o dorso sensual das encostas. Do oriente, brota o mar vindo da África, em ondas eternas, lavando os costões de pedras nuas, que rebrilham ao sol. Naquele recanto da Ilha repete-se todos os dias do ano o milagre da multiplicação da beleza.

Estas podem ter sido as primeiras imagens da Criação, aquele exato momento em que o Senhor decidiu criar a Luz para presidir o dia, separando o que era Terra e o que era água. Ao conceber esses elementos, o Senhor chamou de “Lagoa” aquela conjunção de terras com o volume concêntrico de águas. E vendo que aquilo era bom, batizou o lugar com um nome familiar ao seu rebanho: Lagoa de Nossa Senhora da Conceição. Dedicado a Claúdio Alvim Barbosa, o nosso Zininho, autor do poema eterno “Rancho de Amor à Ilha”

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.