Fabio Gadotti

fabio.gadotti@ndmais.com.br Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


Tombamento polêmico em Florianópolis: Ministério Público pede informações à FCC

30a Promotoria de Justiça abriu uma notícia de fato sobre a medida que afeta boa parte da região central

A 30a Promotoria de Justiça da Capital entrou no caso do tombamento provisório do “triângulo central” de Florianópolis. O promotor de Justiça Daniel Paladino quer esclarecimentos da Fundação Catarinense de Cultura sobre o embasamento legal da medida, que afeta uma área grande, entre a ponte Hercílio Luz, o Hospital de Caridade e o cruzamento da Mauro Ramos com a Beira-Mar Norte.

Entorno da praça XV de Novembro, em Florianópolis – Foto: Anderson Coelho/Arquivo/NDEntorno da praça XV de Novembro, em Florianópolis – Foto: Anderson Coelho/Arquivo/ND

Os possíveis impactos do tombamento estão causando preocupação, especialmente entre os empresários da região. Nesta terça-feira, a Câmara de Dirigentes Lojistas e o Movimento Floripa Sustentável manifestaram repúdio diante da burocracia e das implicações econômicas para a região.

A “proteção provisória” passou a valer a partir da admissibilidade, pela fundação, do processo que pede o tombamento do núcleo central protocolado pelas arquitetas Vanessa Pereira e Fátima Regina Althoff, motivado pela proposta de retirada dos paralelepípedos da ala leste. Segundo os técnicos, o tombamento significa que qualquer intervenção na área delimitada terá que ser autorizada pelo Estado, leia-se fundação, enquanto o processo estiver tramitando.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...