Baile do Clube dos Boêmios é frequentado por mais de 60 casais românticos

Dança de salão. Na pista da Recreativa dos Comerciários de Joinville, passos sincronizados e rostos colados

“As canções que você ouve aqui, há muitos anos deixaram de tocar no rádio, mas permanecem vivas nos nossos corações.” Com essa mensagem, toda sexta, a partir das 21h30, o cantor Osvaldo Júnior dá início a mais um baile do Clube dos Boêmios. É a senha para esvaziar cadeiras. Na pista de dança dezenas de casais abraçados, rostos colados, contagiados pelo romantismo.

O cenário é a Recreativa dos Comerciários de Joinville. A música ao vivo segue até as 2h da madrugada e mescla variados gêneros e ritmos. O repertório vai do rei Roberto Carlos a Bee Gees, passando por Nelson Ned e Tim Maia. Muitos casais, a maioria com mais de 40 anos, frequentaram (ou ainda frequentam) academias de dança e exercitam a técnica no local. Outros são motivados apenas pelo gosto de dançar.

Há quem tenha ensaiado os primeiros passos por recomendação médica e, depois, nunca mais parou de dançar. O aposentado Hermes Klostermann, 68, e Carmen, 66, casados há 42 anos, definem o grupo como uma verdadeira família numa divertida terapia. O casal revela que a dança foi incentivada pelo médico como uma prazerosa atividade física. Hoje, esperam com expectativa a chegada da sexta.

Fotos Carlos Jr/ND

Terapia. Hermes Klostermann e Carmen começaram a dançar por recomendação médica e não pararam mais

Do curso de dança para a prática
O engenheiro Antônio Sergio Videira, 56 anos, e a artista plástica Ana Rita, 54, casados há 30 anos, concluíram o curso de dança e decidiram praticar no único local do gênero que encontraram em Joinville. Agora, o Clube dos Boêmios é programa obrigatório na vida do casal.

Antônio destaca que o local é frequentado por pessoas de diversas classes sociais. Para participar, não precisa muito. Segundo ele, o que conta é a afinidade com a dança demonstrada com alegria, respeito e amizade.

Prática. Antônio Videira e Ana Rita no aquecimento antes de mais uma noite de dança

Clube tem público fiel
O músico e empresário Orlando Gonçalves Filho, o Correca, 65 anos, criou o Clube dos Boêmios há 10 anos na Sociedade Palmeiras. Em 2010, mudou-se para a atual sede, mas teve que bancar as despesas por três anos. Afinal, o público era de apenas quatro ou cinco casais. Hoje, são mais de 60.

Correca acompanha no violão o cantor Osvaldo Júnior. Ele elogia a estrutura da Recreativa dos Comerciários viabilizada pela administradora Maria Aparecida Tofano, a Cida. Também faz questão de valorizar o apoio da sua mulher, Laureci, que recepciona os casais e dá suporte ao evento, enquanto ele toca o seu violão. Correca tem no Clube uma realização pessoal ao ver que a sua iniciativa faz as pessoas mais felizes. (Léo Saballa, especial para o Notícias do Dia)

Clube dos Boêmios
Agenda do “Baile dos casais”

Onde? 
Recreativa dos Comerciários – Rua Urussanga, 211, Bucarein
Quando?
Sextas, das 21h30 às 2h, com música ao vivo 
Quanto?  
R$ 20 (couvert casal)

Reservas: 3026-2464

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Dança

Loading...