Diversidade nas empresas é o que torna o ambiente de trabalho mais eficiente e criativo

Qualirede promoveu no Dia da Consciência Negra, bate-papo com seus funcionários em prol da diversidade e do respeito. Participaram cerca de 130 colaboradores

Dia da Consciência Negra da Qualirede – Foto: DivulgaçãoDia da Consciência Negra da Qualirede – Foto: Divulgação

O Dia da Consciência Negra é uma data que promove a reflexão acerca da importância dos afrodescendentes na História do Brasil e das questões de raça da atualidade.

A Qualirede, especialista em gestão em saúde para o setor público, promoveu no último dia 20 de novembro, às 10h, um bate-papo com os colaboradores para falar sobre o tema, em prol da diversidade e do respeito no âmbito profissional e pessoal.

A convidada foi Anna Cristina Almeida, comunicadora e consultora em diversidade, também criadora da página no Instagram @orgulho.afro, que falou sobre o surgimento do Dia da Consciência Negra, a diversidade dentro e fora das empresas, ações que podem ser tomadas para combater o racismo e dicas de livros, séries e filmes para melhorar o entendimento sobre o tema.

Participaram ativamente da conversa cerca de 130 colaboradores, compartilhando vivências, debatendo sobre o tema e esclarecendo suas dúvidas.

O Dia da Consciência Negra serve para conscientizar sobre a necessidade de combater o racismo, as injustiças raciais, a desigualdade e a falta de inclusão de pessoas negras.

“Aqui na Qualirede, valorizamos o respeito, a igualdade racial e a diversidade, com 49% do quadro de colaboradores autodeclarados negros e pardos. Além disso, 85% da equipe é composta por mulheres, sendo que elas representam 80% de cargos de liderança. A diversidade ainda é um desafio, que trata da compreensão de que indivíduos são diferentes, e que essa diferença é positiva, colaborando para uma empresa mais eficiente, criativa e colaborativa” afirma Bruno Limas Diretor de Operações da Qualirede.

Caminhada pela diversidade e igualdade

Segundo Anna, a conversa sobre o Dia da Consciência Negra não faria sentido se as pessoas não estivessem dispostas a trabalhar a igualdade racial.

“Este encontro é um espaço para o processo coletivo de construção do conhecimento, a Qualirede já avançou muito como empresa, em relação ao número de mulheres e negros que há no time. É bom saber que a empresa busca uma caminhada por mais diversidade e igualdade”, afirma.

A Coordenadora de Gestão de Pessoas e Administrativo da Qualirede, Julen Amaral, ficou muito contente em participar da conversa.

“O conteúdo foi muito rico e foi sensacional a oportunidade de refletir sobre o tema, assim como ver uma participação tão grande dos nossos colaboradores. Foi mais um passo que nós demos para continuar valorizando e respeitando a diversidade. Um de nossos valores é o de colocar as pessoas em primeiro lugar, e o que nos faz ser um Qualihead (como são chamadas as pessoas que trabalham na Qualirede), respeitando nossos colegas e com dedicação pelo nosso trabalho”, disse.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo

+

Saúde é tudo