Empresa de SC é a primeira do Brasil a estender licença-maternidade para 8 meses

Mães que optarem pela licença de 8 meses receberão metade do salário; processo foi aprovado pelo sindicato da categoria

As funcionárias gestantes e puérperas de uma empresa de Itajaí agora têm a opção de estender a licença-maternidade, de quatro para oito meses. O acordo-coletivo foi assinado nesta semana, entre a empresa e o sindicato.

Empresa de SC é a primeira do Brasil a estender licença-maternidade para 8 meses – Foto: Arquivo/Jaqueline Noceti/Secom/Divulgação/NDEmpresa de SC é a primeira do Brasil a estender licença-maternidade para 8 meses – Foto: Arquivo/Jaqueline Noceti/Secom/Divulgação/ND

A princípio, nove colaboradoras serão beneficiadas. A Ana Paula Rocha, 34 anos, é uma delas. Ela tem um filho de um mês, Don Luca. De Itajaí, ela e outra colega serão as primeiras do Brasil a terem direito a oito meses de licença-maternidade.

Ana Paula é auxiliar de serviços-gerais e conta que, assim, poderá amamentar o bebê por mais tempo. “Podemos optar entre quatro ou oito meses e eu escolhi ficar mais tempo com meu bebê, pois não tenho parentes que poderiam me auxiliar nos cuidados iniciais, caso eu tivesse que retornar ao trabalho após quatro meses” disse.

Conforme o diretor da Minister, empresa que concedeu o benefício, Jorge Goetten, o salário que seria pago às mães durante quatro meses será diluído em oito meses. Ou seja, durante o período da licença, as funcionárias receberão metade do salário.

O processo teve o acompanhamento e aprovação do SINVAC (Sindicato dos Vigilantes, Asseio e Conservação de Itajaí). Para o presidente do sindicato, Adilson Grando, essa iniciativa vem para beneficiar as gestantes, que poderão cuidar mais tempo das crianças.

Atualmente a empresa conta com cerca de dois mil funcionários. Cerca de 70% destes são mulheres. Todas as gestantes e futuras gestantes terão direito ao benefício.

Projeto para ampliação da licença-maternidade tramita na Câmara dos Deputados – Foto: FreepikProjeto para ampliação da licença-maternidade tramita na Câmara dos Deputados – Foto: Freepik

Projeto na Câmara dos Deputados

Jorge Goetten também é suplente de deputado federal pelo PL-SC e propôs um projeto de lei para ampliar o período de licença-maternidade para oito meses.

Atualmente, o período previsto por lei é de quatro meses, com possibilidade de extensão por mais dois, caso a empresa faça parte do programa Empresa Cidadã.

O projeto já tramita desde 3 de dezembro de 2020 na Câmara dos Deputados e está na Mesa Diretora para deliberação em plenário.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Direitos