Governo diz que energia elétrica foi restabelecida em todo o Amapá

Ministério de Minas e Energia afirmou que segundo transformador foi ligado em Macapá; por 22 dias estado teve problemas na distribuição de luz

O Governo Federal, através do Ministério de Minas e Energia, afirmou que 100% do fornecimento de energia no Amapá foi restabelecido nesta terça-feira (24). O estado ficou 22 dias com problemas na distribuição de energia elétrica após um incêndio na subestação Macapá, em 3 de novembro.

Bolsonaro visitou o estado pela primeira vez desde o apagão no dia 3 de novembro – Foto: Hugo Barreto/MetrópolesBolsonaro visitou o estado pela primeira vez desde o apagão no dia 3 de novembro – Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

O anúncio foi feito por uma rede social do ministério. De acordo com a pasta, a energia foi restabelecida após a ativação de um segundo transformador na subestação Macapá. O rodízio no fornecimento também foi encerrado.

O transformador veio do município de Laranjal do Jari (AP). Com a ativação da máquina, o Amapá conta com dois transformadores na subestação Macapá, que conectam o estado ao Sistema Interligado Nacional.

Além disso, o estado é abastecido pela usina hidrelétrica Coaracy Nunes e com geração termoelétrica instalada nesta semana, durante a visita do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Instalação de geradores

No sábado (21), Bolsonaro visitou o Amapá pela primeira vez desde o início do apagão. Na ocasião, 47 geradores termoelétricos foram instalados na subestação Santa Rita, em Macapá, e em Santana.

Segundo o Ministério de Minas e Energia, as máquinas foram ativadas para fornecer 45 megawatts de energia para o estado. No entanto, foram fornecidos apenas 20 megawatts e moradores não receberam energia ou sofreram com instabilidade na distribuição.

No domingo (22), habitantes registraram um curto-circuito que gerou explosões em fios de energia em um bairro de Macapá. Segundo as autoridades, o problema foi ocasionado pela fricção entre cabos e não tem relação com os geradores instalados no último sábado.

Dificuldades

Os amapaenses enfrentaram 22 dias de dificuldades com a falta de energia no estado. Moradores sofreram com a escassez de alimento, perda de eletrodomésticos que queimaram com a instabilidade na rede elétrica e com o calor excessivo.

Além disso, alguns precisaram estocar comida e água potável. Outros faziam filas em supermercados e postos de gasolina para utilizar a energia de geradores.

Outro problema foram as enchentes causadas pelas fortes chuvas na região. Nessa segunda-feira (23), diversas áreas de Macapá amanheceram alagadas após a chuva mais forte do ano: foram 74 milímetros de água em menos de uma hora. No fim da tarde, profissionais da prefeitura fizeram a desobstrução dos bueiros da cidade.

+

Direitos