Indígenas venezuelanos ‘despachados’ para Florianópolis voltam a Itajaí

Grupo de sete adultos e 13 crianças que chegou à Capital na segunda-feira (23) partiu de volta na tarde desta quarta-feira (24)

Os 20 indígenas venezuelanos da tribo Warau  — sete adultos e 13 crianças — que foram supostamente ‘despachados’ para Florianópolis na segunda-feira (23), embarcaram por volta das 15h de volta a Itajaí. O grupo é transportado em uma van enviada pela prefeitura da cidade do Vale.

A prefeitura de Florianópolis informou que durante a estadia na Capital, os indígenas receberam alimentação, roupas e demais assistências. O grupo, que pernoitou no Complexo Nego Quirido, almoçou e tomou banho.

Já a prefeitura de Itajaí, cidade de onde os indígenas vieram, afirmou que continuará investigando a conduta adotada. Segundo a administração municipal, a prática não é comum no Município.

Leia também:

Relembre o caso

Por volta das 17h de segunda-feira (23), os indígenas desembarcaram no Terminal Rita Maria, no Centro de Florianópolis. Segundo relatos, o grupo estava desorientado e mal alimentado.

Grupo de indígenas venezuelanos voltou a Itajaí – Foto: Divulgação/PMFGrupo de indígenas venezuelanos voltou a Itajaí – Foto: Divulgação/PMF

A prefeitura de Florianópolis prestou assistência, cogitando o acolhimento deles no Tisac (Terminal de Integração do Saco dos Limões).

Com a negativa das famílias indígenas que lá habitam, eles foram encaminhados ao Complexo Nego Quirido.

A prefeitura de Itajaí negou que tivesse qualquer envolvimento com a prática de ‘despache’ e anunciou que mandaria transporte para levar o grupo de volta ao município do Vale.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Direitos