Frango assado faz sucesso no bairro Boehmerwald

Bar do Polaco atrai também clientes de outras regiões de Joinville

Rogério Souza Jr./ND

Em família. Polaco e a mulher Maria Aparecida Silva Dias Inácio

Domingo combina com descanso, almoço em família e frango assado. Para algumas famílias, o prato é sagrado no almoço de domingo. E cada vez mais se propagam os locais que preparam o prato. No bairro Boehmerwald, o Bar do Polaco atrai clientelas de outras regiões de Joinville. “Temos clientes fiéis que compram todos os domingos. Vem gente lá do Centro comprar aqui”, conta Inocêncio Dias Inácio, o seu Polaco, de 45 anos.

A história de Polaco e da mulher Maria Aparecida Silva Dias Inácio, a Cida, 40, com o frango assado começou há 14 anos. O casal iniciou assando oito frangos por domingo, depois passou para 16 e foi aumentado, conforme a popularidade do assado foi crescendo. Hoje, eles vendem 50 frangos por domingo e a procura é grande. “O telefone começa a tocar as 7h para fazer encomenda. O pessoal já sabe que se chegar aqui às 11h30 não vai mais ter frango”, revela dona Cida.

Mas para o franguinho do Polaco ganhar fama o caminho foi longo. Entre tentativas e erros, dona Cida, que é quem comanda o preparo do galináceo, testou várias receitas. “Na primeira vez que fizemos sobrou frango. Depois fomos acertando”, disse Cida. Sem revelar muito do segredo do tempero, o casal afirma que o preparo faz toda a diferença.

Eles compram apenas frango resfriado e sem tempero. De acordo com Polaco, com o frango congelado há uma perda grande de peso. Depois de descongelado o frango pode ter uma diminuição de até 25% do tamanho, enquanto que o resfriado perde apenas 5% de peso. O processo de assar também influência no sabor final. Como eles estão girando na máquina, a gordura que vai saindo em cima dos demais e isso grande que o frango fique mais suculento.

O preparo começa no sábado a tarde. Os frangos ficam marinando no tempero, depois são assados por uma hora em temperatura alta e por mais uma hora e meia em fogo baixo para garantir o cozimento completo, sem deixar o frango seco.

Recheio é a sensação da casa

O Bar do Polaco vende dois tipos de frango assado. O normal e o recheado. Este último é a grande sensação da casa. O recheio é feito com moela, bacon, temperos e farinha de milho. “O bacon é o que dá paladar ao recheio e a farinha de milho conserva a umidade e não deixa que resseque no fogo”, afirma Maria Aparecida Silva Dias Inácio.

Ela usa apenas a moela do frango para evitar que fique muito acentuado. “No inicio eu colocava os miúdos, como o fígado, mas o sabor ficava muito forte. Aos poucos fui acertando o ponto. E hoje todo mundo gosta do recheio”, conta dona Cida. O recheio é fresquinho e preparado minutos antes do frango ir para a máquina.

Para quem torce o nariz para o frango assado, o Bar do Polaco também faz costela em tambor nas noites de sexta-feira. Ele vende uma média de 40 quilos de costela por sexta-feira.

Serviço

O quê: Bar do Polaco

Onde: rua Boehmerwald, 2.260, bairro Boehmerwald

Quanto: frango assado custa R$ 15 e o frango recheado R$ 20

Informações: 3465-2993

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Diversão

Loading...