Império Joinvilense vai dar um xô no preconceito, enquanto Borandá exaltará o maracatu

Conheça um pouco a história de dois dos blocos que passarão pela avenida Beira-rio nesta sexta, em Joinville

Divulgação/ND

Oito das dez modelos plus size de Joinville que confirmaram presença em ala da Império Joinvilense, espantando o preconceito e mostrando beleza em tamanho G: Andreia Della Benetta, Giziane Witcel, Rubia Porto, Shirlei Mel, Ana Albuquerque, Jessica Juttel, Thayse Lehm e Grasi Souza

O desfile dos blocos de Carnaval de Joinville, que inicia amanhã, às 19h30, levará à avenida Beira-rio um ar de brincadeira e alegria acompanhado de consciência social e histórica. Depois da passagem do Afoxé, desfila o Império Joinvilense. Fundado em 24 de agosto de 2013, o bloco está finalizando os preparativos para sua segunda participação no Carnaval joinvilense, com a expectativa de, em breve, tornar-se escola de samba.

O Império abordará a igualdade racial. Segundo o presidente André Coelho, os 230 integrantes irão exaltar em 30 minutos o samba “Império Canta Igualdade” fazendo alusão aos ativistas Martin Luther King e Nelson Mandela. “A ideia é passar a mensagem de que somos todos iguais e que no Carnaval não pode ser diferente”, explica.

Divulgação/ND

Mestre-sala e porta-bandeira do bloco vermelho, branco e dourado, que vem com garra e vontade de se tornar escola de samba em breve

Vestindo vermelho, branco e dourado, agremiação não esconde que planeja futuramente se tornar escola de samba.  “Queremos virar escola, então a cada ano procuramos evoluir mais”, conta Coelho. E para isso, o bloco já tem alguns itens indispensáveis: porta-bandeira e mestre-sala, samba-enredo, puxadores, bateria e rainha da bateria, a bela Danyélla Azambuja.

O Império Joinvilense também trará outras musas no destaque, como Cristiane Joaquim, rainha do Carnaval 2015 de Jaraguá do Sul, uma ala composta por dez modelos plus, em que Aline Zattar – a Miss Brasil Plus Size 2013 será a destaque; e uma ala com cadeirantes.

Divulgação/ND

Componentes do Borandá se preparam para desfile que unirá a batida do samba brasileiro com o maracatu pernambucano

O Nordeste no Carnaval de Joinville

A nordestina Recife é a grande homenageada do Borandá, cujo nome veio da gíria carioca “borá andar”. Em um desfile que contará a origem dos maracatus, o bloco verde e rosa levará 200 componentes e mostrará para o público o resultado da união entre uma bateria de Carnaval e o maracatu do também homenageado Maracatu Morro do Ouro de Joinville.

“Recife me chama, tumaracáborandamaracatu” será o samba-enredo do bloco. Sandrinho do Afoxé preside a agremiação fundada em 2014. Diz que a intenção é dar visibilidade ao ritmo nascido no Nordeste brasileiro e difundido por todo o país.

O bloco também terá porta-bandeira e mestre-sala e as alfaias tradicionais do maracatu. “Muita gente quer participar, vamos montar uma verdadeira Corte do Maracatu no desfile”, entusiasma-se Sandrinho. Será um Carnaval de manifestações sociais, culturais e históricas na avenida.

Ordem de apresentação

dos blocos na avenida

Quando: Sexta (13), às 19h30, com acesso gratuito

Afoxé – limpando a avenida para a alegria passar

Império Joinvilense

Bloco Borandá

Bloco Manda Brasa

Bloco União do Samba

Carnaville

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Diversão

Loading...