Mostra com artistas de Joinville chega nesta quarta ao Masc, na Capital, onde fica até 25 de maio

Exposição da Aaplaj, com curadoria de Gleber Pieniz, já circulou por cinco cidades

Divulgação/ND

O curador Gleber (no centro) com os artistas selecionados depois de um longo processo de conversas para que as obras, mesmo que de diferentes formas, resultassem em um conjunto denso como é Conjunto/Detalhe

A Aaplaj (Associação de Artistas Plásticos de Joinville) inaugura nesta quarta, no Masc (Museu de Arte de Santa Catarina), em Florianópolis, a exposição Conjunto/Detalhe, mostra que integra as atividades do projeto Aaplaj no Circuito Catarinense 2. A coletiva reúne trabalhos de oito artistas selecionados pelo curador Gleber Pieniz e ficará aberta à visitação até o dia 25 de maio, nesta última etapa de itinerância pelo Estado. Participam da coletiva os artistas Fernanda Zimermann, Juliana Bortoletto, Juliana Georg Bender, Juliano Jahn, Márcia Camargo, Regina Marcis, Renato Veiga e SoniaRosa.

Desde dezembro de 2012, quando foi aberta em Joinville, Conjunto/Detalhe deu início a um roteiro de circulação com exposições e debates em Mafra (entre março e abril, na Universidade do Contestado), Timbó (em maio, na Casa do Poeta Lindolf Bell), em Rio Negrinho (em junho, no Espaço Cultural) e em São Bento do Sul (entre outubro e novembro, na Biblioteca Municipal).

A exposição é composta por vídeo, objetos, trabalhos de técnica mista e instalações. A concepção e a seleção das propostas apresentadas pelos artistas iniciaram em abril de 2012, com a apresentação do projeto aos associados da Aaplaj, discussões sobre os procedimentos e os valores da arte contemporânea e oficina de portfólio.

Em maio, junho e julho, todos os inscritos passaram por análises do currículo e da trajetória artística, entrevistas e visitas ao ateliê, de acordo com um plano de curadoria que procurou dar atenção ao artista por meio de consultorias, orientações e atividades de inserção; à exposição, que deveria ser densa, coesa, relevante e representativa; e à Aaplaj, com um exercício de avaliação institucional ao longo do projeto.

Divulgação/ND

Um recorte da arte contemporânea produzida em Joinville

Os trabalhos propostos pelos artistas e selecionados pela curadoria começaram a ser confeccionados, revisados ou adequados em agosto de 2012. Em dezembro, a primeira exposição foi aberta em Joinville, no galpão da Aaplaj, na Cidadela Cultural Antarctica e, desde então, foi visitada por mais de 1.500 pessoas nestas cinco cidades.

A exemplo da primeira edição da Aaplaj no Circuito Catarinense (que, além de Joinville, passou por Jaraguá do Sul, Blumenau, Itajaí, Balneário Camboriú e Florianópolis entre 2009 e 2010), esta segunda edição do projeto é patrocinada pela Prefeitura de Joinville através da Fundação Cultural e do Simdec (Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura).

SERVIÇO:

O quê: Exposição coletiva itinerante Conjunto/Detalhe – projeto AAPLAJ no Circuito Catarinense 2 em Florianópolis.

Quando: quarta, às 19h30, com visitação até 25 de maio de 2014. Terça-feira a sábado das 10h às 20h30, domingos e feriados das 10h às 19h30, com entrada gratuita, livre para todos os públicos

Onde: Masc (Museu de Arte de Santa Catarina), no Centro Integrado de Cultura (av. Gov. Irineu Bornhausen, 5.600), em Florianópolis

Os artistas

CURRÍCULOS RESUMIDOS:

Fernanda Zimermann (Joinville/SC, 1990). Artista visual, arte-educadora, representante das Artes Visuais no Conselho Municipal de Política Cultural de Joinville. Graduada em Artes Visuais pela Univille.

GLEBER PIENIZ (Cruz Alta/RS, 1973). Jornalista, crítico de arte. Doutorando em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde investiga as relações entre o jornalismo cultural e a crítica de arte com bolsa da CAPES.

JULIANA BORTOLETTO (Igarapava/SP, 1964). Graduada em Educação Artística e Artes Plásticas pela Fundação Armando Álvares Penteado. Ceramista e professora de artes em seu próprio ateliê, pesquisa massas cerâmicas e esmaltes vidrados.

Juliana Georg Bender (Rio do Sul/SC, 1965). Artista plástica e arte-educadora, mestre em Artes Visuais pela Unicamp. Professora no ensino fundamental do Bom Jesus/Ielusc, pesquisa as relações entre imagem, identidade e memória. Mantém ateliê e aulas de gravura  na sua residência. Representante da área de Artes Visuais no Conselho Municipal de Política Cultural.

Juliano Jahn (Schroeder/SC, 1978). Cursou História da Arte, Desenho e Pintura na Escola de Artes Fritz Alt da Casa da Cultura de Joinville. Trabalha com instalação, objeto, fotografia e vídeo seja em intervenções urbanas ou na natureza. Desenvolve os conceitos de simbiose, contaminação e proliferação, bem como a pesquisa sobre o magnetismo.

Márcia Camargo (São Paulo/SP, 1959). Estudante de Artes Visuais na Univille, tem o trabalho orientado para a arte decorativa e a arte conceitual, pesquisando diversos suportes, materiais e processos.

Regina Marcis (Joinville/SC, 1960). Formação acadêmica em Educação. Desde 1979 envolve-se com cursos de arte (desenho, pintura, cerâmica, escultura, história da arte), além de participar de oficinas, debates, palestras e vivências artísticas. Fez ilustração para livros de poesias e crônicas em projetos financiados pelo Simdec (Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura).

Renato VeigA (São Paulo/SP, 1971). Publicitário formado em História da Arte, Desenho e Pintura pela Escola de Artes Fritz Alt da Casa da Cultura de Joinville. Desenvolve objetos e instalações a partir de elementos da mitologia e da cultura pop.  

SoniaRosa (Joinville/SC, 1954). Trabalha com arte desde 1969. Estudou História da Arte, Desenho e Pintura. A partir de 2000 se concentra nos conceitos do brincar, das brincadeiras, dos brinquedos representados em desenhos, pinturas, objetos, instalações e fotografias.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Diversão

Loading...