Percussionista Naná Vasconcelos fecha o Psicodália, em Rio Negrinho

Com escalação ousada, festival trouxe Elza Soares, John Kay e Steppenwolf, Replicantes e Cidadão Instigado

Marcela Macedo/Divulgação/ND

Elza Soares, a estrela deste ano, comoveu a plateia do Psicodália com a sua música e também com o engajamento feminista e ao movimento negro

Por Léo T. Motta

Especial para o Notícias do Dia

Um amanhecer fantástico, um abre-alas para o céu azul, convoca mais um lindo ciclo ensolarado – é assim que começa o último dia cheio do Psicodália 2016, em Rio Negrinho. Desde o dia 5, ponto de partida do recesso de Carnaval, a cidade recebeu cerca de 6.000 fãs de música, arte e cultura. A Fazenda Evaristo, enquanto comunidade temporária, abrigou um número equivalente a quase 15% da população local, além de mobilizar centenas de profissionais não só da cidade, mas também do Estado e de todos os cantos do Brasil.

Já na sexta-feira à noite, a festa foi comandada do palco por uma dobradinha gaúcha de punk e música circense, com Replicantes e Bandinha Di Dá Dó. No sábado à tarde, a sequência Mar de Marte, Velho Hippie e A Banda Mais Bonita Da Cidade serviu de cartão de visitas à diversidade do evento. A noite foi todinha da Nação Zumbi, fazendo sua estreia em terras psicodálicas, mas coube aos hoje senhores do Terreno Baldio apresentar a beleza progressiva que marcou a estética do festival nas primeiras edições.

No domingo à tarde, destaque para a paulista Violeta de Outono, com a noite dedicada ao grande headliner do festival: John Kay & Steppenwolf. Muito além do hino “Born To Be Wild”, a banda se mostrou afiada, com John se dividindo entre guitarra e vocais com maestria. Uma sessão à parte de nostalgia e rock ‘n’ roll setentista. O clima festivo se estendeu aos shows que vieram na sequência, com destaque para a Terra Celta, que incendiou o Palco dos Guerreiros com músicas festivas e instrumentos exóticos.

A noite de segunda, para os “psicodélicos”, foi o auge do festival. Direto de Fortaleza e estreando na região, a veterana Cidadão Instigado fez um show conduzido pelo timbre impecável da guitarra de Fernando Catatau. Depois foi a vez da musa Elza Soares, majestosamente sentada em seu trono, levar o público ao delírio.

Acompanhada de uma banda talentosíssima, a Mulher Do Fim Do Mundo comoveu uma multidão, possivelmente a maior dentre todos os shows, que se emocionava e cantava junto com todas as forças. Elza, protagonista de uma história de superação, fez valer sua voz para discursar na frente feminista e, também, sobre o orgulho negro. “I love you, I love you, amooo vocês!”, elogiava a cantora.

:: Galeria de fotos

O último dia cheio de festival terá ainda Trombone de Frutas, O Terno, Nômade Orquestra, Bombay Groovy e Naná Vasconcelos, dono de oito Grammys e oito vezes eleito melhor percussionista do mundo pela revista de jazz “Down Beat”. 

Som de Santa Catarina

Vale destacar, da rica e diversificada escalação, a presença catarinense em shows de tirar o chapéu. A itajaiense Casa de Orates, antiga conhecida do público, marcou seu retorno aos palcos do festival com músicas novas e reforço do renomado guitarrista Ozeias Rodrigues. Do Oeste, Epopeia e Marujo Cogumelo trouxeram fortes doses de rock psicodélico com um pé nos anos 1960 e o outro bem aqui, agora, onde tudo acontece. Os Apicultores Clandestinos foram destaque do Palco dos Guerreiros com sua mistura de garage rock, surf music e fuzz espacial. Tocando pela terceira vez consecutiva no evento, Os Skrotes comandaram a odisseia transcendental da madrugada de segunda com seu jazz-dub-salsa-prog subversivo.

No Psicodália 2016, as galochas ficaram de lado e deram lugar a chinelos, pés no chão, óculos escuros, sombras disputadas e um aumento considerável na busca pelas cachoeiras da região. Com clima favorável e escalação ousada, se deu bem quem entrou na Fazenda Evaristo de coração e mente abertos. Que seja sempre assim: tudo conspirando a favor, toneladas de trabalho duro por parte da produção e um público consciente de seu papel. Como vem sendo há mais de uma década, o movimento só tem a crescer.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Diversão

Loading...