Projetos aprovados no Simdec abordam educação infantil e música popular em Joinville

Programa completou dez anos e é o único edital com recursos destinados à cultura na cidade

Fabrício Porto/ND

Patrícia e Leandro estimulam Sandro à leitura em agradáveis momentos de lazer. O menino já tem uma biblioteca com cem títulos, além de ser frequentador assíduo de contações de histórias

Primeiro surge uma ideia, que em seguida ganha corpo e vai para o papel. A aprovação de um projeto no Simdec (Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura) é motivo de comemoração para os agentes culturais de Joinville.

E quando é a primeira vez, então, nem se fala. A proponente, a educadora Patrícia Gerônimo, 41 anos, tem um bom motivo para comemorar, pois na sua estreia já teve dois projetos aprovados. O resultado do Edital de Apoio à Cultura de 2015 foi divulgado em dezembro e entre os 90 projetos estão o “Contos Folclóricos à sombra de uma figueira” e “Resgate Cultural”, de autoria de Patrícia.

De acordo com Patrícia, os dois projetos se complementam e foram pensados em família. Ambos reúnem o lúdico da contação de histórias com a experiência entre pais e filho e também a psicologia.

Em “Contos Folclóricos à sombra de uma figueira”, Patrícia e o marido Leandro Barbosa da Silva, 27, em parceria com a Felej (Fundação de Esporte e Lazer de Joinville), irão contar histórias baseadas no livro do escritor brasileiro de literatura infantil e juvenil, Ricardo Azevedo.

Segundo o casal, as histórias serão contadas embaixo das figueiras na avenida Hermann Lepper, que em dias de eventos da Felej, é transformada em Rua do Lazer. Na programação do projeto, além da Rua de Lazer, estão também apresentações em escolas. Nós sempre contamos histórias para o nosso filho Sandro, de 6 anos, e ouvimos muitas outras contações pela cidade. Além disso, sempre que podemos o levamos na Rua do Lazer e contamos histórias embaixo destas fiqueiras”, destaca.

No projeto “Resgate Cultural”, serão oficinas desenvolvidas com pais e filhos. Haverá também as contações de história, mas, além disso, terá brincadeiras folclóricas, de roda, com a utilização de materiais recicláveis. E também um bate-papo sobre desenvolvimento infantil com o psicólogo, que falará sobre a importância dos conteúdos culturais, das histórias e das brincadeiras.  “Eu sou psicólogo e sei o quanto é importante esse trabalho entre pais e filhos. Porque, atualmente, além dos pais não terem tempo de brincar com os filhos, eles também não sabem como brincar”, afirma Barbosa.

O montante do edital é de R$ 1.710.658,16 e, de acordo com a coordenadora do Simdec, Simone Nascimento, mês que vem os proponentes serão chamados para a assinatura dos contratos. “Nós estamos trabalhando na confecção destes 90 contratos e na primeira quinzena de fevereiro eles começarão a ser assinados”, ressalta.

Veterana do Simdec

 

O Simdec existe há dez anos e desde 2010, a jornalista Talita Rodrigues sempre tem um projeto aprovado. Este ano, Talita aprovou pela primeira vez no Mecenato, que é um outro mecanismo do sistema, porém a captação de recursos é feita junto as empresas.

Intitulado “Viola Campeira”, o projeto é composto por um programa de rádio com 30 edições de 30 minutos, que serão apresentados na rádio Udesc.  Talita será a produtora executiva e o programa será apresentado pelo namorado Luis Gustavo Cardoso. “A viola caipira foi o tema da dissertação do meu namorado e ele é um apaixonado por este universo. O objetivo é darmos espaço a músicas que não são tão executadas nas rádios como a música caipira”, explica.

Sobre aprovar tantos projetos no Simdec, Talita afirma que não tem segredo, mas que o formato e a ideia ajudam muito. “A dificuldade que as pessoas encontram eu acredito que seja primeiro ter uma boa ideia e fazer tudo certo de acordo com o edital”, conclui.

Foram aprovados 75 projetos no Mecenato que somam ao todo R$ 2.856.000. E de acordo com a coordenadora, aproximadamente 50% dos projetos já possuem captação. Alguns segundo ela, já receberam o recurso e estão dando andamento no projeto. ”Com o tempo vamos divulgar os objetos dos projetos, para que o pessoal comece a conhecer do que se refere cada projeto”, destaca.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Diversão

Loading...