Moacir Pereira

Noticias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC, da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


CDL da Capital quer ampliar horários e linhas de ônibus

A Diretoria da Câmara de Dirigentes Lojistas de Florianópolis emitiu nota oficial esta tarde pleiteando da Prefeitura da Capital maior número de linhas do sistema de transporte coletivo, além de autorização para circulação aos sábados e domingos.

Esclarece que as empresas estão seguindo rigorosamente todos os protocolos de saúde para proteção dos empregados e dos consumidores.

Confira a nota:

“A Câmara de Dirigentes Lojistas de Florianópolis acompanha diariamente as notícias sobre a queda da transmissão do novo Coronavírus na Capital. A Entidade enaltece que os bons índices são fruto dos esforços empreendidos pela Prefeitura Municipal para conter o avanço da doença.

A expectativa com a retomada gradual das atividades – abertura de shoppings aos domingos, ampliação do horário de funcionamento de bares e restaurantes, entre outros – traz a sensação de alívio tanto para empreendedores quanto para colaboradores e a população florianopolitana.

Ante as mais recentes medidas de flexibilização anunciadas pela Prefeitura, a CDL de Florianópolis enviou ofício ao Prefeito Gean Loureiro (DEM) para reiterar o pedido de ampliação das linhas e horários para o transporte público na Capital, assim como autorizar a circulação dos ônibus aos sábados e domingos, de modo a atender aos cidadãos que não dispõem de veículo próprio para trabalhar, fazer compras ou aproveitar a Cidade.

A Entidade ainda ressalta que as empresas estão seguindo todos os protocolos de segurança para preservar a saúde dos colaboradores e consumidores. Com isso, entende que a ampliação do transporte público municipal é fundamental para que o setor produtivo viabilize a retomada econômica que a Cidade tanto precisa. “