Com queda de 4,1%, PIB do Brasil tem maior recuo em 25 anos

Baixa interrompe o crescimento de três anos seguidos; os dados são do Sistema de Contas Nacionais Trimestrais

O PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil encerrou 2020 com queda de 4,1%, totalizando R$ 7,4 trilhões. Esse é o maior recuo da série iniciada em 1996. No quarto semestre do ano passado, o país havia avançado 3,2%.

Baixa interrompe o crescimento de três anos seguidosBaixa interrompe o crescimento de três anos seguidos – Foto: Michael Melo/Metrópoles/Divulgação/ND

O tombo interrompe o crescimento de três anos seguidos, de 2017 a 2019, quando o PIB acumulou alta de 4,6%. O PIB per capita alcançou R$ 35.172 no ano passado, recuo recorde de 4,8%.

Os dados são do Sistema de Contas Nacionais Trimestrais, divulgado nesta quarta-feira (3) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

“O resultado é efeito da pandemia de Covid-19, quando diversas atividades econômicas foram parcial ou totalmente paralisadas para controle da disseminação do vírus”, analisa a coordenadora de Contas Nacionais, Rebeca Palis.

“Mesmo quando começou a flexibilização do distanciamento social, muitas pessoas permaneceram receosas de consumir, principalmente os serviços que podem provocar aglomeração”, prossegue.

+

Economia Brasileira