Márcio Godoy

Conteúdo especial • Tudo sobre serviços e produtos financeiros, não cair em roubadas, dicas e sugestões, open banking, universo digital, cenários econômicos, suas oportunidades e muito mais, seja bem-vindo!


Energia solar: uma grande oportunidade para reduzir sua conta de energia em até 95%

Conheça as vantagens e desvantagens e como financiar o seu próprio sistema de energia solar

A energia solar ou sistema fotovoltaico já está regulamentada no Brasil, por resolução da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). A Resolução Normativa 4.821, criada em 2012, permite ao indivíduo produzir a sua própria eletricidade a partir de fontes limpas e renováveis, se tornando produtor e consumidor.

Brasileiros podem gerar sua própria energia através do sistema fotovoltaico, regulamentado pela Aneel – Foto: Divulgação/NDBrasileiros podem gerar sua própria energia através do sistema fotovoltaico, regulamentado pela Aneel – Foto: Divulgação/ND

Dados da Abraceel (Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia) apontam que nos últimos sete anos a tarifa residencial acumula alta de 114%, ante 48% de inflação no mesmo período.

Neste cenário de aumentos sucessivos na tarifa de energia da sua casa ou da sua empresa, para 2022 a previsão não é diferente. Com a inflação mais taxas de juros beirando os 22% ao ano, este é o mínimo de reajuste que vai acontecer. Mas como sabemos, os reajustes sempre ficam acima dos indicadores inflação + Selic, por isso com certeza vem mais aumento na sua conta.

Não é por menos que a Eletrobras divulgou nesta segunda-feira (17) seu lucro 69% maior que em 2021. Praticamente todas as outras empresas de energia também estão com lucro. A saída é caminhar para a energia solar.

Veja as vantagens e desvantagens

Entre as vantagens da energia solar estão o fato de ser renovável, limpa e silenciosa, pois a geração de energia a partir do sol não polui. Também pode ser usada em áreas isoladas da rede elétrica, com necessidade mínima de manutenção; é muito fácil de instalar e barato para manter.

A redução é de até 95% da sua conta de energia com a implantação da energia solar, sendo que ao instalar o sistema fotovoltaico para captar a energia a partir do sol você já vai ter a sua conta de energia reduzida. E quando você tiver gerando mais energia do que consome, a companhia de energia vai comprar de você este excedente.

A desvantagem é que o sistema não gera energia à noite.

Para investir nesse sistema para sua empresa você pode utilizar seu próprio caixa ou solicitar um capital de giro pela plataforma open banking. Já para a pessoa física é possível usar o seu FGTS.

Com as últimas três contas de energia já é possível fazer um projeto no mercado e saber de antemão o tamanho da sua economia.

A priori, fazendo um comparativo rápido, se seu consumo médio é de 3.284,40 kWh/mês a sua conta de energia em Santa Catarina atualmente gira em torno de R$ 2.637,37 mensais.

Após a implantação do sistema fotovoltaico a sua conta de energia será de aproximadamente R$ 600, sendo que a partir deste momento os aumentos da Aneel não te afetarão, pois você passa a ser produtor da sua própria energia a partir do sol.

Financiamentos

Para financiar este projeto você vai precisar primeiro fazer investimentos. Se você é pessoa física e considerando que você tenha FGTS (conta ativa ou inativa) você pode sacar até 50% do saldo para pagar este investimento. O ganho financeiro com a redução da conta de energia vai proporcionar o pagamento das parcelas do financiamento.

Se você é pessoa jurídica, pode acessar as plataformas digitais e solicitar um capital de giro para este investimento. Com certeza as parcelas vão caber na conta do capital de giro.

Eu estou aqui para te auxiliar e informar as melhores opções do Open Banking.

Márcio Godoy – Personal Banker Membro da Franq Open Banking

Loading...