Bolsonaro sanciona lei que garante autonomia do Banco Central

Uma das mudanças são os mandatos fixos de presidente do Banco Central; lei de autonomia foi aprovada na Câmara no dia 11

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou nesta quarta-feira (24) a lei que garante a autonomia do Banco Central, durante cerimônia no Palácio do Planalto.

lei; banco central; autonomia; sancionada; bolsonaroDiscussão da autonomia do BC é uma das prioridades da agenda liberal do ministro da Economia, Paulo Guedes – Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

Até a última atualização desta reportagem, a presidência não havia informado se houve vetos à proposta. Caso o mandatário da República tenha vetado algum trecho, a matéria terá que ser analisada pelo Congresso Nacional, que pode derrubar a medida ou votar pela manutenção da decisão do chefe do Executivo federal.

Há duas semanas, em uma transmissão ao vivo nas redes sociais, Bolsonaro disse que iria analisar os vetos que foram “acordados” acerca do projeto.

Na ocasião, o presidente afirmou que a autonomia, “segundo muita gente”, dará “tranquilidade e garantia de segurança para o banco mais importante do Brasil”.

+

Economia Brasileira