Moacir Pereira

Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC. Integrante da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


“O Petróleo é nosso”, mas os lucros bilionários são deles

Presidente do Grupo ND faz reflexão sobre os aumentos de 34% nos preços dos combustíveis

A história do Brasil abriu um capítulo especial na política e na economia sobre a criação da Petrobrás no governo Getúlio Vargas.  Iniciada quatro anos antes com a campanha “O Petróleo é nosso”, concretizou-se a estatização em 1953, com a lei federal.

De lá para cá, o balanço sobre o desempenho da maior empresa da América Latina é uma sucessão de equívos, de corrupção ao empreguismo, de abusos e desmandos, de encargos para a maioria da população, com os  inexplicáveis e escorchantes reajustes nos preços dos combustíveis.

Depois do escândalo do “mensalão” veio a monumental ladroeira do “petróleo”, o maior caso de corrupção na história mundial.  Ambos, herança do lulopetismo e seus  cúmplices de vários partidos.

A Petrobrás produz 85% do petróleo consumido no Brasil. O governo federal detém 64,21% das ações, contra 35,19% de acionistas minoritários, que mandam no chamado “mercado”.  Das 20 petroleiras mais importantes do mundo, 13 são estatais e a única controlado por acionistas menores é a Petrobrás.

Há outros dados estarrecedores sobre a gestão da Petrobrás.

Corajoso, por isso mesmo, o depoimento do presidente do Grupo ND, Marcelo Petrelli, propondo uma reflexão da cidadania sobre o papel da Petrobrás.  Só este ano os reajustes somam 34%, tudo com efeito dominó, elevando os preços e sofrimento para os consumidores. A inflação ficou em 0,35%. Lucro? Petrelli enfatizou: 60 bilhões de reais em apenas 3 meses.  Lucros fantásticos para a minoria; ônus e sacrifícios para a maioria.

Está na hora de privatizar. Definitivamene, o petróleo é deles.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.