Cacau Menezes

Apaixonado pela sua cidade, por Santa Catarina, pelo seu país e pela sua profissão. São 45 anos, sete dias por semana, 24 horas por dia dedicados ao jornalismo


Petrobras , a polêmica do mês no País e o desejo de amarrar o presidente

Entenda o caso

Petrobras aumenta preço da gasolina – Foto: Rafaela Felicciano/MetrópolesPetrobras aumenta preço da gasolina – Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles
Diante dos valores exorbitantes dos salários do até então presidente e diretoria da Petrobrás , esse órgão tentou justificar a situação dizendo que desde 2016 seu pessoal não recebe aumento salarial  e que apenas houve em 2019 uma mudança no modelo de remuneração. Não ria! E acrescentou que os proventos do presidente da Petrobrás  correspondem a 25% dos percebidos por presidentes de outras empresas do mercado nacional , o que constitui não uma  revelação, mas uma denúncia. Não é à toa que o presidente Jair Bolsonaro pretende colocar o dedo ( até que foi delicado) em outras estatais também.
Aí, o Ministério Público junto ao TCU  recorre a esse Tribunal,  cuja finalidade é a de examinar as contas da União ( dever que nem sempre exerceu com meticulosidade) , venha a impedir  a mudança na presidência e diretoria da Petrobrás, decidida pelo governo federal , até que fique provado que Bolsonaro não teve nenhuma interferência na estatal. Mas como miséria pouca é bobagem, é requerida, também, a suspensão da isenção de impostos federais incidentes sobre combustíveis e gás de cozinha que Bolsonaro anunciou para vigorar a partir de março.
O desejo de amarrar o presidente da República é quase hilariante.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.