PIB brasileiro tem leve queda e IBGE fala em ‘estabilidade’

Pesquisa foi liberada nesta quinta-feira (2); coordenadora de contas do IBGE considera o PIB "estável", mesmo diante dos números e compara com o final de 2019 e início de 2020

O PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro caiu em 0,1% no terceiro trimestre de 2021, quando comparado com o segundo trimestre de 2021. O dado foi informado nesta quinta-feira (2) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

PIB cai 0,1% entre trimestres – Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/Divulgação/NDPIB cai 0,1% entre trimestres – Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/Divulgação/ND

Em comparação com o terceiro trimestre de 2020, o PIB teve alta de 4,0% no terceiro trimestre de 2021. Segundo o IBGE, neste ano o PIB totalizou cerca de R$ 2,2 trilhões. Dentro dos setores do país que movem a economia, o PIB agropecuário caiu 8% neste trimestre.

Quando comparado com o terceiro trimestre de 2020, o PIB da agropecuária teve uma queda de 9%. Em contrapartida, o PIB de serviços subiu 1,1% neste último trimestre. Em comparação com o terceiro trimestre do ano passado, o PIB de serviços teve alta de 5,8%.

Já o Produto Interno Bruto da indústria estabilizou, sem crescimento ou perda durante o trimestre. Ao comparar com o terceiro trimestre de 2020, a alta foi de 1,3%. Com todos os dados, a queda levou o Brasil para a 26ª posição no ranking de 33 países da agência classificadora de risco Austin Rating.

Com isso, o País ficou bem atrás de outros sul-americanos com forte crescimento, como Colômbia (5,7%), Chile (4,9%) e Peru (3,6%). As variações consideram a taxa do terceiro trimestre frente aos três meses imediatamente anteriores.

Recuo de 0,1% é considerado estável

O IBGE considera que o recuo de 0,1% no PIB brasileiro no terceiro trimestre de 2021 ante o segundo trimestre do ano fez a economia brasileira se manter operando no mesmo patamar do fim de 2019 e início de 2020.

O resultado sucede uma queda de 0,4% registrada no segundo trimestre ante os primeiros três meses do ano. O coordenadora de Contas Nacionais do IBGE afirmou que considera que houve estabilidade no terceiro trimestre deste ano.

“É uma variação muito pequena (-0,1%), que pra gente é estabilidade”, afirmou Rebeca Palis, coordenadora de contas no IBGE. O Produto Interno Bruto ainda está 3,4% abaixo do ponto mais alto da atividade econômica do País, alcançado no primeiro trimestre de 2014.

+

Economia Brasileira

Loading...