Presidente Bolsonaro se posiciona sobre taxação de compras por meio de aplicativos estrangeiros

Atualmente, a isenção de imposto de importação ocorre apenas para encomendas de até US$ 50 (R$ 244)

Nos últimos dias uma polêmica tomou conta da web. Isto porque grande parte dos usuários estavam discutindo se o presidente Jair Bolsonaro iria aprovar a taxação de compras realizadas pela internet em sites do exterior. A resposta veio neste sábado (21), em seu perfil na internet.

Presidente Jair Bolsonaro se manifestou sobre taxação em compras em sites do exterior – Foto: Freepick/NDPresidente Jair Bolsonaro se manifestou sobre taxação em compras em sites do exterior – Foto: Freepick/ND

O presidente da República divulgou que não irá tributar compras feitas no exterior por meio de plataformas na internet. Atualmente, a isenção de imposto de importação ocorre apenas para encomendas de até US$ 50 (R$ 244). O benefício só é concedido se a remessa for feita entre duas pessoas físicas, sem fins comerciais.

Receita Federal aponta fraudes de vendedores

O Secretário Especial da Receita Federal, Júlio César Gomes, afirmou em entrevista à TV Brasil, que muitos vendedores fingem ser pessoas físicas quando, na verdade, são grandes empresas. A fraude faria com que eles pagassem menos impostos ou tivessem isenção fiscal.

Gomes chamou esses aplicativos de “camelódromos virtuais”. De acordo com ele, o Brasil recebe cerca de 500 mil dessas encomendas por dia.

Ainda na entrevista, o Secretário disse que a Receita Federal está intensificando o combate a bens contrabandeados ou que burlam as regras tributárias vigentes por meio de um programa de rastreabilidade fiscal recém-lançado.

*Com informações da Agência Brasil

+

Economia Brasileira

Loading...