Prova de vida do INSS: saiba se você pode pedir a visita do perito em casa

Instituto voltou a exigir a presença de segurados e pensionistas nas agências desde a última terça (1º) para fazer a comprovação

A prova de vida para aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) voltou a ser obrigatória desde terça-feira (1º).

Alguns segurados e pensionistas que fizeram cadastro da biometria para a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) ou título de eleitor podem fazer a confirmação diretamente de casa.

O agendamento da visita de um perito médico do INSS deve ser feito pelo site Meu INSS – Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/Divulgação/NDO agendamento da visita de um perito médico do INSS deve ser feito pelo site Meu INSS – Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/Divulgação/ND

Eles foram selecionados pelo INSS para participar do projeto piloto de prova de vida digital pelo aplicativo gov.br. Alguns bancos também permitem o reconhecimento remoto em seus aplicativos.

Os demais segurados devem comparecer à agência na qual recebem o benefício para fazer a comprovação.

“A exceção dessa exigência é para aposentados ou pensionista com 80 anos ou mais, independentemente de o segurado ter ou não alguma comorbidade”, diz Luiz Gustavo Bertolini, advogado especialista em direito previdenciário do escritório Aith, Badari e Luchin Advogados.

O agendamento da visita de um perito médico do INSS deve ser feito pelo Meu INSS. Mas atenção: segurados com dificuldade de locomoção devem apresentar um documento que comprove a complexidade que comprove a sua falta de mobilidade.

Não há uma lista de doenças ou comorbidades classificadas no processo de solicitação de perícia em domicílio. Porém, Bertolini destaca algumas doenças que podem ser consideradas. Entre elas, estão:

  • AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida).
  • Alienação mental.
  • Cardiopatia grave.
  • Cegueira (inclusive monocular).
  • Contaminação por radiação.
  • Doença de Paget em estados avançados (Osteíte Deformante).
  • Doença de Parkinson.
  • Esclerose múltipla.
  • Espondiloartrose anquilosante.
  • Fibrose cística (Mucoviscidose).
  • Hanseníase.
  • Nefropatia grave.
  • Hepatopatia grave.
  • Neoplasia maligna (câncer).
  • Paralisia irreversível e incapacitante.
  • Tuberculose ativa.

“Em meio à pandemia, eu acredito que um segurado que não tenha dificuldades de locomoção, porém, a ida à agência bancária pode oferecer algum risco à sua saúde, pode solicitar a prova de vida em domicílio. Ele só precisa comprovar isso com um laudo médico.”

Confira o passo a passo:

Logue no Meu INSS

Para acessar o site é preciso cadastrar usuário e senha no site gov.br. Se você já tiver realizado o cadastro, ao digitar usuário e senha o site te direcionará automaticamente para Meu INSS.

Acesse a opção Prova de Vida

Depois de entrar no Meu INSS, acesse a opção Prova de Vida e depois “Solicitar Prova de Vida – Dificuldade de Locomoção – Atendimento a distância”.

Ao avançar na solicitação, é preciso anexar o laudo que comprove a sua dificuldade de locomoção. O arquivo não pode ultrapassar 50MB.

Atenção: é obrigatório apresentar documento que comprove a dificuldade de locomoção. Portanto, guarde o laudo original para apresentá-lo ao servidor do INSS, no dia da visita em que será realizada a prova de vida.

+

Economia Brasileira