SC, PR e RS se unem em ‘Aliança Láctea’ para aumentar competitividade e exportação do leite

Encontro com representantes do setor foi realizado na sexta-feira (20) na Região Metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul

Com o objetivo de aumentar a exportação e a competitividade internacional do leite, os três estados da região Sul do Brasil, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, estão unindo esforços. Para isso, foi criada a Aliança Láctea Sul Brasileira, em que pretendem discutir os desafios e oportunidades comuns no setor.

Um encontro entre os representantes foi realizado na sexta-feira (20) no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, na Região Metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Representantes estiveram unidos na sede da Farsul, em Esteio, no Rio Grande do Sul – Foto: Ascom/SAR/Reprodução/NDRepresentantes estiveram unidos na sede da Farsul, em Esteio, no Rio Grande do Sul – Foto: Ascom/SAR/Reprodução/ND

“Aliança Láctea é um importante fórum pra que a gente possa discutir os desafios da cadeia do leite”, disse o Secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo Miotto, que teve suporte de Domingos Velho Lopes, secretário do mesmo órgão no Rio Grande do Sul.

Ele ainda frisou que com a união pretendem “construir soluções para os desafios desse encadeamento produtivo, principalmente os relacionados à sanidade, à melhoria da produtividade e da renda relacionada aos custos de produção”.

O secretário da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, complementou ao afirmar “nós precisamos um plano de safra ousado e conseguir a redução de custos. A concessão de ferrovias que lançamos vai ser alternativa para esta redução”.

Atualmente o fórum atua em cinco eixos:

  • Assistência técnica;
  • Geração de tecnologia para aumentar a produção e a produtividade;
  • Sanidade animal;
  • Qualidade do leite;
  • Organização do setor e redução de assimetrias tributárias.

Produção de leite

Conforme o IBGE, os três estados produziram 11,6 bilhões de litros de leite em 2019, o que corresponde a 33,4% do total produzido no país.

Apenas Santa Catarina produz mais de três bilhões de litros de leite por ano, firmando-se como quarto maior estado produtor brasileiro. Com mais de 70 mil famílias envolvidas na atividade, o Estado conta com 130 empresas que beneficiam o produto.

Novo índice

Durante o encontro, a assessoria econômica da Farsul apresentou o “Índice de Insumos para Produção de Leite Cru”. Por meio de uma nova fórmula de cálculo, o indicador passa a levantar os preços dos insumos que afetam os custos da produção leiteira.

Entre os insumos incluídos no cálculo estão milho e soja, silagem, adubação, suplementos minerais, energia elétrica e combustíveis. O índice deve estar disponível ainda no primeiro semestre deste ano. A partir do segundo semestre será apresentado um relatório mensal.

+

Economia Brasileira

Loading...