‘Se o povo quiser, eu faço isso aqui’, diz Bolsonaro sobre volta do horário de verão

Presidente afirmou que maioria da população era favorável ao término, ocorrido em abril de 2019

Questionado pela rádio ABC, de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, o presidente Jair Bolsonaro admitiu que, se for um desejo do povo, ele volta atrás no decreto que pôs fim no horário de verão, em 2019. Ainda na entrevista, concedida nesta segunda-feira (2), ele sugeriu que fosse feita uma enquete, para ouvir a opinião da população.

Crise hídrica pode levar governo a considerar volta do horário de verão – Foto: Anderson Riedel/PR/Divulgação/NDCrise hídrica pode levar governo a considerar volta do horário de verão – Foto: Anderson Riedel/PR/Divulgação/ND

Com a crise hídrica que o Brasil enfrenta em 2021, os preços de energia dispararam em diversas regiões. Alguns setores da economia já manifestaram o desejo de volta do horário de verão, alegando que o consumo de eletricidade diminui e, consequentemente, o valor a ser pago.

Segundo estas empresas, a medida é muito válida em regiões como o Nordeste, por exemplo, que tem incidência de sol por mais horas do dia, podendo evitar a luz elétrica.

Além disso, com a saída das pessoas do trabalho acontecendo “uma hora mais cedo”, as pessoas também evitariam de usar a energia elétrica por mais tempo em suas casas.

“Lá atrás, alguns parlamentares me procuraram para pôr um fim no horário de verão. Eu também queria, confesso. Então pedi um estudo para o ministro Bento Albuquerque [Minas e Energia] e chegamos à conclusão de que não economizava energia como se falava. E a maioria da população era favorável ao término. Se mudarem de posição, eu sigo o que quiserem, sou um democrata”, argumentou o presidente.

+

Economia Brasileira

Loading...