Você pode ter dinheiro e não sabe: R$ 7 bilhões do PIS Pasep ainda não foram sacados

Abono salarial PIS Pasep 2020/2021, com ano-base 2019 ainda não foi sacado por 8,5 milhões de trabalhadores. Prazo termina em junho

Cerca de 8,5 milhões de brasileiros ainda não sacaram o abono salarial PIS Pasep 2020/21, com ano-base 2019. Significa que muita gente nem sabe que tem direito ao pagamento, que vai perder validade no dia 30 de junho próximo. São 8,5 milhões de trabalhadores que ainda não sacaram o dinheiro.

Os pagamentos começaram em julho do ano passado, completando as datas no dia 11 deste mês. Só a Caixa, responsável pelo PIS, liberou o correspondente a R$ 10,8 bilhão dos recursos, mas o total previsto é de R$ 17 bilhões. Ou seja, tá sobrando dinheiro porque 22,2 milhões de trabalhadores não foram pegar.

Por sua vez, o Banco do Brasil, que é responsável pelo Pasep, tem em caixa  o abono salarial para 2,7 milhões de trabalhadores, totalizando R$ 2,5 bilhões. Cerca de 2,2 milhões de trabalhadores fizeram o saque, o que dá um total de R$ 2,2 bilhões. No entanto, outros 477 mil trabalhadores não sacaram, totalizando um saldo de R$ 373 milhões.

Diferença

A Caixa Econômica paga àqueles trabalhadores relacionados ao serviço privado. Já o Banco do Brasil cuida do benefício dos servidores públicos, os militares e os empregados de empresas públicas.

Tenho dinheiro disponível?

Para informações sobre o PIS, basta ligar para 0800-726-0207 (opções 2 – 2). O trabalhador pode consultar ainda o site www.caixa.gov.br/PIS, clicando em “Consultar pagamento”. Para isso, é preciso ter o número do NIS (PIS/Pasep).

Se quiser obter mais informações sobre o abono salarial, também pode fazer uma consulta pelo site trabalho.gov.br/abono-salarial ou ligar para 158.

Para saber se tem direito ao Pasep, o servidor, o militar ou o funcionário de empresa pública pode consultar o site www.bb.com.br/pasep ou ligar para a central de atendimento do Banco do Brasil, nos telefones 4004-0001 e 0800-729-0001

+

Economia Brasileira