Márcio Godoy

Conteúdo especial • Tudo sobre serviços e produtos financeiros, não cair em roubadas, dicas e sugestões, open banking, universo digital, cenários econômicos, suas oportunidades e muito mais, seja bem-vindo!


Você sabe quantos tipos de seguros existem?

Foi-se a época do seguro simples, agora os seguros vêm com serviços de primeira necessidade junto com as apólices; conheça

Você sabe os tipos de seguros que existem atualmente, para você ou para sua empresa? Quais são os mais importantes para a estratégia de proteção e mitigação de riscos? A sua empresa já pensou em elaborar um plano de benefícios para os seus funcionários e/ou colaboradores?

Saiba mais sobre os tipos de seguro tanto para você quanto para sua empresa – Foto: EBC/Divulgação/NDSaiba mais sobre os tipos de seguro tanto para você quanto para sua empresa – Foto: EBC/Divulgação/ND

É possível definir quais tipos de seguros realmente são válidos para oferecer aos integrantes da sua equipe. Proporcionar benefícios para os seus funcionários é garantir uma maior permanência da equipe no time.

No Brasil, existe seguro para praticamente tudo. São, oficialmente, 89 ramos em 12 grandes grupos regulamentados e fiscalizados pela Susep, mais o grupo de seguros de saúde, regulados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar. Os seguros podem ser individuais ou em grupo.

As companhias de seguros atualmente são empresas de prestação de serviços também, isso agrega valor e você consegue economizar no final.

Planos e assistências

Existem seguros com serviços embutidos. Praticamente o custo do seguro  você gasta ao longo do ano com esses serviços, por exemplo: Seguro Residencial com até 50 tipos de assistências inclusas.

Conforme o plano escolhido tem cobertura provisória de danos em telhados; guarda da residência; transferência de móveis; conserto de fogão; eletricista; encanador;  hospedagem; limpeza; caçamba; guarda de animais domésticos; cuidador de crianças e idosos, além das coberturas tradicionais como incêndio, raio, danos elétricos, vendaval, ciclone, tornado, granizo, perda e pagamento de aluguel, quebra de vidros por granizo, impactos de veículos, despesas extraordinárias, danos por água, tumultos, greves ou lockout’s  e muito mais.

Se você utilizar um dos serviços que está na apólice, o seguro já valeu a pena.

Hoje, é muito comum acontecer tempestades ou chuvas fortes com rajadas de ventos e granizo. Quando isso acontecer na sua região e você não tiver um seguro da sua casa ou da empresa vai lembrar ou se arrepender. A maioria expressa a seguinte frase: “não tenho seguro, e agora?”.

Muitos compram carros e motos, fazem financiamentos e não fazem um seguro básico de roubo. Depois que é roubado não adianta chorar; sem seguro vai continuar pagando as parcelas até o final, pensa na dor que é pagar um bem que você já não tem mais.

Alguns tipos de seguros mais comuns e conhecidos são: Seguro saúde, Seguro para frota, Seguro de automóvel ou moto, Seguro para Barco, Seguro de vida, Seguro residencial, Seguro viagem, Seguro para proteção patrimonial.

Nos Estados Unidos é muito comum quando seu filho vai brincar na casa do vizinho o pai perguntar: “Qual o valor da sua apólice?” Sem nenhum constrangimento e também não é assédio moral. Ele pergunta para saber se, no caso de acontecer algum acidente doméstico, a apólice cobre o socorro e o hospital do seu filho visitante na casa do vizinho.

Márcio Godoy – Personal Banker e membro pela Franq Open Banking.

Loading...