Apesar da infância obscura, pai de Elon Musk fala sobre criação com ‘rigor e disciplina’

Militar e pai de Elon Musk, Errol conta que o filho dizia desde pequeno que seria milionário; os dois não se veem há seis anos

Elon Musk sabe dominar os noticiários, mas apesar da intensa atenção da mídia que o homem mais rico do mundo desperta, os primórdios do empresário no apartheid sul-africano ainda são obscuros. O pai do magnata, Errol Musk, contou sobre a infância e educação do filho.

Errol Musk, pai do bilionário de tecnologia Elon Musk, em sua casa – Foto: Gianluigi Guercia/AFP/NDErrol Musk, pai do bilionário de tecnologia Elon Musk, em sua casa – Foto: Gianluigi Guercia/AFP/ND

Errol Musk explica, em meio à crescente discussão sobre a compra do Twitter,  que educou seus filhos Elon e Kimbal na austeridade, como bons “meninos sul-africanos”. Segundo o pai, foram incutidos desde cedo o rigor e a disciplina que aprendeu no exército.

“Fui um pai rigoroso. Minha palavra era lei”, disse à AFP, assegurando que a ambição de Elon foi alimentada por essa educação com um toque deliberadamente machista. “Era o nosso jeito de ser. Nós nos esforçamos para dar o melhor de nós mesmos”, confidencia este homem, de 76 anos, em sua casa na cidade costeira de Lanbebaan, perto da Cidade do Cabo.

Elon Musk nasceu em Pretória, em 28 de junho de 1971, filho deste engenheiro e promotor imobiliário e de Maye, uma modelo canadense. Como muitos jovens de sua geração, ele acabaria deixando a África do Sul para evitar o serviço militar no momento mais difícil do apartheid.

Antes de deixar o país e após a separação dos pais, cresceu principalmente com o patriarca. Errol lembra de ter visto o filho, que na época tinha nove anos, descer radiante da estação de trem em uma manhã. Ele tinha feito a viagem sozinho no trem noturno quando saiu da casa da mãe.

Infância triste

Elon sempre falou de uma infância triste. Se distanciou do pai quando Errol teve um filho com uma enteada 42 anos mais nova, em 2017. “Isso não parecia certo para Elon. Eu levo a vida como ela é”, explica o pai, ao garantir que o relacionamento melhorou depois desse ponto de ruptura.

“Temos afeto um pelo outro”, diz Errol Musk. “Sempre penso em como era com meu próprio pai. Ele era militar, conversávamos pouco. No almoço de domingo, eu dizia ‘bom dia, papai’ e ele ia fazer suas palavras cruzadas.” Ele reconhece que sua relação em Elon não é tão diferente.

As polêmicas do empresário da Tesla e da SpaceX viraram rotina. Errol diz que seu filho sempre foi peculiar. “Ele era um jovem astuto e imprudente”, afirma. O pai lembra do filho se intrometendo em conversas adultas e falando sobre política e negócios já aos quatro anos.

“Um dia, Elon anunciou que, quando crescesse, seria um milionário”. Um adulto que ouvia o papo infantil -com um copo e cigarro na mão – disse ao pequeno que ele poderia se decepcionar. Elon teria respondido: “Uau! Eu acho que você é estúpido”.

O pai também se lembra de um comentário ofensivo que Elon fez a um colega de classe cujo pai havia cometido suicídio. Ainda menino, o magnata precisou ser hospitalizado ao ser jogado da escada, em resposta à ofensa feita com o outro garoto.

Após a raiva inicial, “quando ouvi o que Elon havia dito a ele, percebi que ele havia ultrapassado os limites”. Após o incidente, Errol matriculou seu filho na prestigiosa escola para meninos de Pretoria.

Um magnata generoso

A imprensa sul-africana garantiu que Elon doou um milhão de rands (64.000 dólares) ao centro em troca de nunca se referir a ele no material promocional. “É uma não-história”, disse um ex-diretor à AFP.

Pai do magnata vive em Langebaan, na África do Sul, e falou com a AFP em 26 de maio de 2022 – Foto: Gianluigi Guercia/AFP/NDPai do magnata vive em Langebaan, na África do Sul, e falou com a AFP em 26 de maio de 2022 – Foto: Gianluigi Guercia/AFP/ND

De fato, ele doou dinheiro duas vezes para a escola, mas “muita bobagem foi escrita sobre esse assunto”, diz o homem que pediu sigilo sobre o nome. Seus negócios com Musk foram feitos por meio de assistente. É o mesmo método que o empresário usa com o pai.

A comunicação com Musk é rigidamente controlada, com exceção do Twitter, onde se expressa generosamente. No entanto, Errol o descreve como “o mais amável” de seus filhos. Durante a entrevista à AFP, o pai garante que recebeu um e-mail de Elon propondo o pagamento de uma cirurgia no olho, outro exemplo da generosidade do filho, segundo ele.

“Elon é muito atencioso. Ele realmente fala sério quando diz que quer salvar a humanidade. Não é um slogan”.

A última vez que viu seu filho famoso, que atualmente mora no Texas, foi há seis anos, em seu aniversário de 70 anos. “Sou um homem sul-africano, não me importo com meu aniversário, mas foi muito legal”. Sem que ele soubesse, Elon convidou amigos famosos, incluindo várias atrizes de Hollywood, para a Cidade do Cabo.

+

Economia Internacional

Loading...