João Paulo Messer

Política, economia, bastidores e tudo que envolve o cotidiano e impacta na vida do cidadão de Criciúma e região.


Agricultores vendem verduras na porta da prefeitura em Criciúma

As "feirinhas", como são chamadas, viraram prática comum e vendem de frutas, verduras, pães, peixes e até embutidos.

O que era para ser um ação de apelo por maior atenção por parte do governo municipal aos pequenos agricultores do município de Criciúma, transformou-se numa feira de negócios. Hoje carinhosamente chamada de “Feirinha”, a ação que leva uma estrutura móvel para o pátio da prefeitura de Criciúma, ganhou espaço cativo na agenda da sede administrativa. Nesta quinta-feira (12), como em todas as outras quintas-feiras, entre 8h e 13h, ela volta a acontecer.

Produtos direto do produtor ao consumidor na porta da prefeitura em Criciúma. – Foto: DivulgaçãoProdutos direto do produtor ao consumidor na porta da prefeitura em Criciúma. – Foto: Divulgação

Os feirantes vendem no local biscoitos, frutas, pães, embutidos, bolos, entre outros produtos. Antes eram a clientela era basicamente servidores do município e um ou outro cidadão que comparecia ao local para outros serviços. Hoje é comum a vizinhança aguardar o dia para ir às compras.

O programa tem fiscalização e apoio do departamento municipal de agricultura.

Fato idêntico ocorre no hall de acesso ao centro administrativo da principal universidade da cidade, a Unesc. Diferente da “feirinha da prefeitura”, na universidade quem vende os seus produtos são pequenos produtores rurais de outras cidades da região.

Loading...