Apesar do calor, comerciantes relatam movimento menor nas praias de Florianópolis neste domingo

Banhistas tomaram a areia das praias na Capital desde o início do dia, mas comerciantes relatam que movimentação foi abaixo do esperado

Em mais um fim de semana de muito calor em Florianópolis, o sol brilhou e fez as praias da Capital registrarem um bom movimento. Nos dois principais balneários do Sul da Ilha, Campeche e Armação, a areia logo cedo foi ocupada por banhistas, especialmente moradores locais. Porém, para comerciantes, o fluxo neste domingo (23) foi menor em comparação com o fim de semana passado.

Praia de Florianópolis durante o domingo (23) – Foto: Paulo Rolemberg/NDPraia de Florianópolis durante o domingo (23) – Foto: Paulo Rolemberg/ND

Nas areias das praias da Armação e do Campeche, crianças e adolescentes aproveitaram o bom tempo para jogar bola ou aliviar o calor no mar. O vento que soprava na região amenizava o clima quente. No início da tarde deste domingo, a temperatura na região do Sul da Ilha variava entre 29º e 30º.

A família Guedes dos Santos optou pela praia da Armação, para ficar um pouco longe da aglomeração e usufruir da tranquilidade que a faixa de areia dessa praia oferece. Com esse calor, curtir a praia tem sido rotineiro nos fins de semana da família. “Quase todo dia na praia, pra dar aquela refrescada”, disse o motorista Juliano Guedes dos Santos.

Família Guedes dos Santos aproveita domingo de sol em Florianópolis – Foto: Paulo Rolemberg/NDFamília Guedes dos Santos aproveita domingo de sol em Florianópolis – Foto: Paulo Rolemberg/ND

Juliano contou que mesmo diante do calor, estar na praia é um momento também de reunir a família. “O que importa é estar de bem com a vida e com a família e se preparar para o resto do ano”, completou.

O babeiro Bruno Guedes dos Santos reforçou que as vindas da família têm sido corriqueiras para aproveitar o calor que chegou a Santa Catarina há dez dias. “A gente não perde um dia de praia, só não podemos vim no dia de semana.”

Movimento menor

Apesar do bom movimento, os vendedores que comercializam nas praias informaram que as vendas foram menores em comparação com o fim de semana passado.

Para eles, a aproximação do final do mês e a chegada de vencimentos para pagamentos de impostos e os gastos com materiais escolares podem ter influenciado no movimento.

“Com certeza foi o dia mais fraco dos últimos por aqui. Fim do mês, ou dinheiro já acabou ou o povo está segurando para pagar as despesas que vem por ai, né. Tem IPTU, essas coisas todas para pagar. E alguns ainda têm o material escolar dos filhos”, opinou a vendedora de caldo de cana, Maria de Lourdes Ramos.

Para o vendedor de picolé Airton Lima, que trabalha nesse serviço há seis verões, disse que é natural no final do mês ter uma queda nas vendas. “No domingo passado, cheguei a vender 200 picolés só pela manhã, hoje vendi um pouco da metade disso, e já a esta hora da tarde”, comentou.

Uso de máscara

Na sexta-feira (21), a Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina) emitiu documento recomendado o uso de máscara em espaços ao ar livre como vias públicas, praças, parques e similares, o objetivo é deixar todos cientes sobre a alta transmissão da Covid-19, no entanto o que se observou é que a recomendação passou bem longe dos banhistas. No último sábado (22), nas praias visitadas pela reportagem, era raro ver alguém utilizando máscaras.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Economia SC

Loading...