Barcos motorizados podem pescar tainha a partir deste sábado

Cerca de 130 embarcações licenciadas em todo estado podem retirar, juntas, a cota de 900 toneladas de tainha nos mares de Santa Catarina

Neste sábado (15), a safra da tainha de 2021 tem mais uma data importante. Depois da liberação da pesca na modalidade arrasto de praia, que ocorreu em 1º de maio, está autorizada, a partir de hoje, a pesca da tainha com barcos motorizados.

Pelas regras, esse grupo, com cerca de 130 embarcações licenciadas em todo Estado, pode retirar até 900 toneladas de tainha do mar.

Pescadores da Ilha ajustando rede anilhada para pesca da tainhaEmbora a liberação seja neste sábado (15), os tripulantes do Vencedor, que utiliza rede anilhada, devem voltar ao mar somente na segunda-feira (17) – Foto: Leo Munhoz/ND

O presidente da APPAECSC (Associação Pescadores Profissionais Artesanais Emalhe Costeiro de Santa Catarina), Ricardo João Rego, recorreu à experiência e conhecimento, para dizer que a expectativa é positiva.

“Pelo tempo e pelo que a gente conversa entre amigos no grupo da associação, a expectativa é boa. Os barcos vão se lançar amanhã e tomara Deus que, logo no primeiro dia, alguém consiga um bom lanço”.

A entidade representa os pescadores artesanais que trabalham com emalhe anilhado. Dono do Vô Marinho ll, Ricardo é dos Ingleses e está fazendo ajustes no motor e todo o casco da embarcação antes de ir para o mar.

Vô Marinho II, de Ricardo, está recebendo últimos ajustes para a safra da tainha de 2021 – Foto: Divulgação/NDVô Marinho II, de Ricardo, está recebendo últimos ajustes para a safra da tainha de 2021 – Foto: Divulgação/ND

O capitão do barco Vencedor, Pablo Santos, de Ponta das Canas, está atento à nova etapa da safra da tainha, mas disse que sua tripulação não deve entrar na água hoje, pois também estão arrumando o barco ainda.

“Talvez, começaremos na segunda-feira (17), já que não tem notícias de tainha por fora”, disse o pescador.

Também da Ponta das Canas, Diego Valdir de Oliveira, disse que a safra ainda é pouco volumosa.

“Ponta das Canas, Praia Brava e Lagoinha está meio fraco. Aqui na Ponta, há cerca de quatro dias, pegaram umas 90 tainhas ali. No Sul da Ilha, tem um movimento um pouco melhor, mas ainda fraco também”.

Diego é dono do Costa Leste II, mas ele não foca em tainhas e sim em corvinas e anchovas – Foto: Leo Munhoz/NDDiego é dono do Costa Leste II, mas ele não foca em tainhas e sim em corvinas e anchovas – Foto: Leo Munhoz/ND

Entre os maiores lanços, até o momento, houve a captura de cerca de 1 mil tainhas na praia do Santinho. Na manhã de terça-feira (11), outro ótimo resultado nesta safra: uma rede foi puxada na Praia do Moçambique com 4,3 mil tainhas.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Economia SC