BRDE lançará linha de crédito para empresas que não puderam retomar atividades na pandemia

Proposta deve ser lançada oficialmente em até 15 dias, com recursos para MEI, micro e pequenas empresas

O BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) irá lançar nos próximos 15 dias uma linha de crédito para auxiliar os setores mais afetados pela pandemia que ainda não conseguiram retomar as atividades, como as empresas de turismo e eventos.

Ação deve afetar empresas atingidas pela pandemia – Foto: Divulgação/NDAção deve afetar empresas atingidas pela pandemia – Foto: Divulgação/ND

Detalhes iniciais da proposta, chamada SC Mais Renda, foram apresentados ao Grupo ND durante visita institucional  do diretor financeiro da instituição, Vladimir Arthur Fey, e do diretor de acompanhamento e recuperação de crédito, Marcelo Dutra.

O limite de empréstimo para MEI será de R$ 10 mil e, para pequenas empresas, o valor máximo que o banco emprestará será de R$ 100 mil. Existirá a possibilidade de pegar o empréstimo mesmo sem garantias, nos mesmos moldes do que foi feito com o programa Recupera Sul, lançado no ano passado para minimizar os impactos da pandemia entre micro, pequenos e médios empresários.

Baixíssima taxa de inadimplência

“Tivemos um foco de atuação no micro, pequeno e médio empreendedor durante a pandemia. Criamos uma linha de crédito de R$ 100 milhões, com empréstimo máximo de R$ 200 mil por empresa. Foram 1.300 operações que ajudaram a manter 12 mil postos de trabalho”, explicou o diretor financeiro do BRDE, Vladimir Fey. Ele destacou ainda que 180 municípios foram atendidos no programa por meio das cooperativas catarinenses.

O diretor Marcelo Dutra destacou que, mesmo com esses empréstimos feitos sem exigência de garantia, a taxa de inadimplência do banco é uma das menores, de apenas 0,5% nas operações. “Para comparação, a média dos bancos privados gira em torno de 3% de inadimplência”, disse.

Sobre informações mais regionais, do Estado de Santa Catarina, ele destacou que o braço catarinense do BRDE fez 160% de operações de crédito a mais do que a instituição no Paraná e no Rio Grande do Sul.

Na visita institucional ao Grupo ND,  os diretores do banco em Santa Catarina se reuniram com a equipe de jornalismo da empresa acompanhados pelo presidente executivo do grupo, Marcello Petrelli.

Em 2021, o BRDE completa 60 anos de atuação. Foram mais de R$ 200 bilhões ofertados nesse período para ajudar a desenvolver empreendimentos na região Sul.

+

Economia SC

Loading...