Comissão Especial é criada para apoiar microempreendedores de Chapecó

Setores produtivos foram atingidos pela pandemia e estão com dificuldades financeiras para retomar atividades

Os microempreendedores tiveram suas atividades impactadas negativamente em função da pandemia. Por conta dessas dificuldades financeiras, o Poder Legislativo de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, teve a iniciativa de começar a construir políticas públicas voltadas para as microempresas. Para isso, uma comissão especial foi criada para fazer o acompanhamento dessas ações.

Segundo dados da prefeitura de Chapecó, estão cadastrados 13.871 microempreendedores individuais e mais 11.720 microempresas – Foto: Prefeitura de Chapecó/DivulgaçãoSegundo dados da prefeitura de Chapecó, estão cadastrados 13.871 microempreendedores individuais e mais 11.720 microempresas – Foto: Prefeitura de Chapecó/Divulgação

A comissão foi criada por intermédio de um requerimento de autoria da vereadora Marcilei Vignatti (PSB). A proposição foi aprovada por unanimidade e a comissão é composta por Marcilei Vignatti (presidente); André Kovaleski (vice-presidente) e Mauro Zandavalli (relator).

O propósito é fomentar e acompanhar o desenvolvimento de projetos voltados para um plano de desenvolvimento e socorro a estes setores da economia, com o objetivo de minimizar os impactos negativos, provocados pela pandemia.

O requerimento destaca a importância econômica que esta classe tem para o município e sua economia. Segundo dados da prefeitura de Chapecó, estão cadastrados 13.871 microempreendedores individuais e mais 11.720 microempresas.

A vereadora explica que a ideia é fazer uma provocação para que o poder público, os setores produtivos e a sociedade em geral construam essas políticas.

“São pessoas ligadas a postos de lavagem de carros, salões de beleza e pequenos comércios que precisam de auxílio para não fechar as portas”, conclui a presidente da comissão.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Economia SC