Culturas de inverno unem entidades oficiais em trabalho integrado em SC

Reunião entre Udesc Lages, Secretaria da Agricultura estadual e Epagri realizada esta semana deu início a futuras tratativas que, além de pesquisas, incluem capacitações

Um dos assuntos mais discutidos pelo governo de Santa Catarina e entidades agropecuárias são as culturas de inverno. Quem atua no ramo do agronegócio sabe que o déficit de milho no Estado é grande. A demanda total deste ano está em mais de 7 milhões de toneladas.

Uma das alternativas é tentar diminuir a dependência desse grão plantando cereais de inverno que possam substituir o milho na ração animal. Culturas como trigo, aveia, centeio, cevada e triticale são opções viáveis na formulação de rações e concentrados para alimentar suínos e aves.

Pensando nisso, o CAV (Centro de Ciências Agroveterinárias), da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina) de Lages, a Secretaria da Agricultura de Santa Catarina e a Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina) farão um trabalho integrado com intuito de dar ainda mais força ao Programa de Incentivo ao Plantio de Cereais de Inverno.

Nesta segunda (17), representantes do CAV e instituições estaduais se reuniram em Lages – Foto: Tatiane Rosa Machado da Silva/Assessoria de Comunicação Udesc LagesNesta segunda (17), representantes do CAV e instituições estaduais se reuniram em Lages – Foto: Tatiane Rosa Machado da Silva/Assessoria de Comunicação Udesc Lages

Nesta segunda-feira (17), representantes do CAV reuniram-se com o secretário da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural do Estado, Altair Silva, e a presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, juntamente com o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação, Vagner Portes. A reunião é o início de futuras tratativas que, além de pesquisas, incluem capacitações em parceria com a Epagri.

O secretário da Agricultura, Altair Silva, disse no encontro que Santa Catarina importa muito milho de outros Estados e até de fora do país. Ele afirmou ainda que “produzir cereais de inverno é diminuir essa dependência”.

O CAV é referência em pesquisas e pode contribuir muito na resolução de problemas e no desenvolvimento do agronegócio catarinense.

+

Economia SC

Loading...