Engenharias mecânica e metalúrgica tiveram um papel fundamental no combate a Covid-19

Engenharias mecânica e metalúrgica na linha de frente da produção de máquinas e equipamentos para as inovações necessárias à garantia da vida durante a pandemia

A indústria foi o setor que mais criou empregos formais em 2020 – Foto: DivulgaçãoA indústria foi o setor que mais criou empregos formais em 2020 – Foto: Divulgação

Durante a pandemia os setores da engenharia catarinense, de forma geral, juntamente com a área de tecnologia tiveram um papel fundamental na economia e no combate a Covid-19. Em Santa Catarina, indústrias e os profissionais da área metal mecânica foram responsáveis por desenvolver projetos de novos ventiladores mecânicos pulmonares e unidades hospitalares em tempo recorde, se destacando no cenário nacional.

A atuação em maquinários e equipamentos; na mecatrônica; na pesquisa e desenvolvimento e na área da robótica, foi essencial para a garantia dos serviços de suporte para a medicina, salvando muitas vidas, especialmente no último ano.

A agilidade do desenvolvimento dos novos equipamentos foi possível graças à aplicação de inovações e a atuação em várias frentes de ação. Isso acontece principalmente, porque independente do setor, a engenharia é uma área de conhecimento que tem foco na solução de problemas. Nesse momento de crise e escassez, fica evidente o quão importantes são a pesquisa e a ciência para a sobrevivência da sociedade.

A pandemia também chamou atenção para a qualidade do ar interior e a relevância da manutenção periódica dos aparelhos de ar condicionado, ficando evidente a importância do Plano de Manutenção, Operação e Controle, o PMOC, aplicado por um profissional de engenharia mecânica, oferecendo segurança e qualidade de vida.

Atuação em maquinários e equipamentos – Foto: DivulgaçãoAtuação em maquinários e equipamentos – Foto: Divulgação

Em relação ao mercado de trabalho no estado, com a paralisação de empresas por lockdown e a redução de atividades, ocorreram demissões no setor. No entanto, o quadro nacional em relação aos postos de trabalho foi positivo. A indústria foi o setor que mais criou empregos formais em 2020. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregos e Desempregados (Caged), foram contratados 4,1 milhões e desligados 3,9 milhões, o que gerou um saldo de 207.540 novas vagas.

Mesmo com os desafios que ainda serão enfrentados e possíveis novas ondas de contaminação e restrições, a perspectiva de empresários da indústria vem aumentando de forma positiva. A divulgação do último Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), da Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra que em maio os dados coletados apresentaram aumento de 4,8 pontos, na comparação com abril de 2021, rompendo uma sequência de quatro quedas consecutivas. Revertendo parte da queda ocorrida entre janeiro e abril deste ano de 9,4 pontos.

+

Crea SC

Loading...