Evento em Florianópolis debate o setor de energias renováveis

Especialistas, distribuidores, fabricantes e principais players estão reunidos na Capital para debater temas relevantes à área

Os principais desafios e oportunidades para o setor de energia solar fotovoltaica e geração distribuída e fontes renováveis é tema de discussão da 14ª Edição do Fórum Regional de Geração Distribuída em 2022, que acontece em Florianópolis.

Presidente do Grupo ND, Marcello Corrêa Petrelli, foi palestrante na 14° Edição do Fórum Regional de Geração Distribuída – Foto: Leo Munhoz/NDPresidente do Grupo ND, Marcello Corrêa Petrelli, foi palestrante na 14° Edição do Fórum Regional de Geração Distribuída – Foto: Leo Munhoz/ND

O evento conta com a participação dos principais players, especialistas do setor e representantes de outros segmentos, entre eles o presidente do Grupo ND, Marcello Corrêa Petrelli, que falou sobre a relação do setor de geração distribuída com a mídia, e a importância da regionalização da comunicação.

14° Edição do Fórum Regional de Geração Distribuída em 2022, que acontece em Florianópolis - Leo Munhoz/ND
1 8
14° Edição do Fórum Regional de Geração Distribuída em 2022, que acontece em Florianópolis - Leo Munhoz/ND
Presidente do Grupo ND, Marcello Correia Petrelli, foi palestrante na 14° Edição do Fórum Regional de Geração Distribuída - Leo Munhoz/ND
2 8
Presidente do Grupo ND, Marcello Correia Petrelli, foi palestrante na 14° Edição do Fórum Regional de Geração Distribuída - Leo Munhoz/ND
14° Edição do Fórum Regional de Geração Distribuída em 2022, que acontece em Florianópolis - Leo Munhoz/ND
3 8
14° Edição do Fórum Regional de Geração Distribuída em 2022, que acontece em Florianópolis - Leo Munhoz/ND
14° Edição do Fórum Regional de Geração Distribuída em 2022, que acontece em Florianópolis - Leo Munhoz/ND
4 8
14° Edição do Fórum Regional de Geração Distribuída em 2022, que acontece em Florianópolis - Leo Munhoz/ND
Petrelli falou sobre a importância da regionalização da comunicação - Leo Munhoz/ND
5 8
Petrelli falou sobre a importância da regionalização da comunicação - Leo Munhoz/ND
- Leo Munhoz/ND
6 8
- Leo Munhoz/ND
Os diretores de Conteúdo, Luís Meneghim, e de Engenharia e Tecnologia, Rafael Mafra, do Grupo ND, também participaram do evento - Leo Munhoz/ND
7 8
Os diretores de Conteúdo, Luís Meneghim, e de Engenharia e Tecnologia, Rafael Mafra, do Grupo ND, também participaram do evento - Leo Munhoz/ND
Presidente do Grupo ND comentou sobre relação do setor de geração distribuída com a comunicação - Leo Munhoz/ND
8 8
Presidente do Grupo ND comentou sobre relação do setor de geração distribuída com a comunicação - Leo Munhoz/ND

“Nós precisamos nos aproximar cada vez mais e trazer a informação de vocês para o escopo do jornalismo. E de uma forma mais ampla, explicar o que vocês fazem e explicar o que o cidadão comum tem a ganhar ao fazer um investimento nos produtos e serviços de vocês e por conta disso gerar sua própria energia em casa, na empresa”, disse Petrelli.

Segundo o presidente do Grupo ND, o setor de geração distribuída de fontes renováveis deve mostrar exemplos de boas práticas e conscientizando a sociedade sobre a importância do consumo consciente.

“Então, o que eu proponho aqui é que se aproximem das empresas de comunicação, nos ajude para que possamos compreender mais como funciona o setor de vocês”, pontuou.

Presidente do Grupo ND comentou sobre relação do setor de geração distribuída com a comunicação – Foto: Leo Munhoz/NDPresidente do Grupo ND comentou sobre relação do setor de geração distribuída com a comunicação – Foto: Leo Munhoz/ND

O presidente do Grupo ND destacou ainda o investimento que a empresa fez para construção de uma usina solar fotovoltaica instalada em uma área de 133 mil metros quadrados na cidade de Piratuba, no Meio Oeste Catarinense, localizada a 431 quilômetros de Florianópolis. Sob a responsabilidade da Nexen Energia Solar.

“São 2,6 megawatts, maior usina fotovoltaica de Santa Catarina, e seremos a primeira empresa e única de comunicação do Brasil, que terá 100% da energia consumida renovável e limpa”, afirmou Petrelli.

A usina deve gerar aproximadamente 308.000 kWh/mês de energia, o que dá para abastecer uma cidade com cerca de 2.050 imóveis.Em seguida, o diretor de Engenharia e Tecnologia, Rafael Mafra, e o diretor de Contéudo do Grupo ND, Luís Meneghim, participaram do painel: “Avaliar as tendências e oportunidades de negócios de GD/FV”.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Economia SC

Loading...