Funcionários de empresa falida de Joinville começam a receber indenização

Só nessa primeira fase, são R$ 20 milhões a serem distribuídos entre os trabalhadores credores, conforme decisão da 6ª Vara Cível da Comarca de Joinville

Uma decisão da 6ª Vara Cível da Comarca de Joinville, de 23 de março deste ano, determinou o início dos pagamentos a credores da massa falida da Metalúrgica Duque. Só nessa primeira fase são R$ 20 milhões a serem distribuídos, sendo que a forma de distribuição dos valores é definida pela Justiça.

metalúrgica duque Decretada em 2019, após cinco anos atuando sob o regime de recuperação judicial, a falência da Metalúrgica Duque está relacionada a uma dívida superior a R$ 450 milhões.  – Foto: ND Online/Arquivo

Mais de 600 trabalhadores poderão receber as dívidas já nos próximos dias. Nesta primeira fase, serão beneficiados funcionários que estavam vinculados à indústria durante o processo de recuperação judicial.

A administradora judicial está coletando documentos dessas pessoas para organizar uma lista que vai ser enviada ao Judiciário para validação e repasse dos valores

O processo de falência da Duque é um dos maiores da história do Judiciário de Santa Catarina.

De acordo com Agenor Daufenbach Júnior, da Gladius Consultoria, empresa designada para ser a administradora judicial do processo de falência, o dinheiro disponível para pagar os credores foi arrecadado em leilões de bens como imóveis, veículos, maquinários e terrenos, de mais de R$ 50 milhões, mas como parte desses bens foi vendida de forma parcelada ainda se aguarda o recebimento das parcelas restantes.

Decretada em 2019, após um período de cinco anos atuando sob o regime de recuperação judicial, a falência da Metalúrgica Duque está relacionada a uma dívida superior a R$ 450 milhões, o que faz deste, um dos maiores processos de falência da história do Judiciário Catarinense.

Para receber o valor devido, os credores trabalhistas extraconcursais devem entrar em contato com a Gladius Consultoria, ou preencher um formulário diretamente no site da empresa.

“Meu papel, enquanto administrador judicial, é facilitar esse processo, ou seja, após o contato inicial do credor, reunimos os devidos documentos para que possam ser remetidos ao processo. Após essa ação, cabe à juíza receber a petição e autorizar o pagamento que é feito diretamente na conta dos credores”, explica Agenor Daufenbach Júnior.

Orientações aos credores da classe trabalhista extraconcursal:

1) Enviar email para contato@gladiusconsultoria.com.br ou preencher o formulário no site https://www.gladiusconsultoria.com.br;

2) Enviar os documentos solicitados e seguir as orientações para comprovar sua identidade;

3) Aguardar a justiça validar e aprovar o pagamento;

4) Link para acessar a lista completa de credores: https://www.gladiusconsultoria.com.br/img/processos/processofoto_1537.pdf

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Economia SC

Loading...