‘Menino sonhador’, amigos lamentam morte de empresário em rodovia de SC

Abrahão Paes Filho, de 57 anos, sofreu um acidente de trânsito nesse domingo (22), em Criciúma

Em luto, amigos, familiares, funcionários e instituições de Santa Catarina lamentaram nesta segunda-feira (23) a morte do empresário do setor cervejeiro Abrahão Paes Filho, de 57 anos.

Empresário morreu em acidente de trânsito nesse domingo (22) – Foto: Divulgação/NDEmpresário morreu em acidente de trânsito nesse domingo (22) – Foto: Divulgação/ND

Natural de Araranguá, no Sul do Estado, o sócio-fundador da Saint Bier sofreu um acidente nesse domingo (22), enquanto transitava com sua moto Harley-Davidson na rodovia Jorge Lacerda, em Criciúma, que está em reforma.

Segundo informações da PMRv (Polícia Militar Rodoviária) de Cocal do Sul, o motociclista acabou perdendo o controle da direção em uma rotatória e colidiu contra uma placa de sinalização no bairro Verdinho.

Conforme os bombeiros, quando a guarnição chegou, Abrahão apresentava traumatismo craniano e estava sem sinais vitais. Houve tentativas para reanimá-lo, mas sem sucesso. A morte foi constatada no local.

Enredo de escola de samba

Abrahão era um empresário conhecido e renomado no Sul do Estado. Ele chegou a ser homenageado em 2018 pela Escola de Samba Unidos do Arroio. “Como dizia o enredo ‘… e o menino sonhador’. Abrahão sonhou e realizou muitos de seus sonhos e planos”, lamentou a agremiação em nota.

O empresário foi um dos fundadores da fábrica de cerveja Saint Bier, em Forquilhinha, na década de 2000. Na época, ele tinha recém-adquirido uma empresa menor, de um funcionário, em Araranguá. Gostou do setor e procurou o então prefeito de Forquilhinha, Paulo Hoepers,de quem teve  apoio para o empreendimento.

“Deixa um legado e um vazio imenso no mundo da cervejaria. Meus sentimentos aos familiares e amigos. Foi um prazer ter trabalhado para você! Descanse em paz”, escreveu um dos funcionários nas redes sociais. “Abrahão plantou, semeou e deixou frutos na sua passagem. Seu entusiasmo, leveza e empreendedorismo farão falta”, complementou um amigo.

Perda para o Sul catarinense

Diversas entidades também lamentaram a morte de Abrahão.”Era um empresário preocupado com o desenvolvimento local e levou o nome da região para o Brasil”, destacou a Aciva (Associação Empresarial de Araranguá e do Extremo Sul Catarinense) em nota.

Atualmente, o empresário residia no Balneário Morro dos Conventos na cidade e deixa dois filhos, a esposa e netos. O velório dele acontece a partir das 15h na Câmara de Vereadores de Araranguá. Já o sepultamento ocorre nesta terça-feira (24), às 9h, com missa de corpo presente na Igreja Matriz da cidade.

+

Economia SC

Loading...