Sabrina Aguiar

sabrina.aguiar@ndtv.com.br Coluna sobre os assuntos de Joinville e região. A economia, segurança pública, política e todos outros fatos por quem vive e pensa sobre as cidades.


O que muda com a criação da Região Metropolitana de Joinville?

Região Metropolitana de Joinville está cada vez mais perto de virar realidade

O projeto de lei complementar, que cria as regiões metropolitanas de Joinville, Jaraguá do Sul e do Planalto Norte Catarinense, está avançando na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) e muitas pessoas se peguntam: o que muda na prática para as cidades?

Segundo o presidente da Amunesc (Associação de municípios do Nordeste de Santa Catarina), Rodrigo Adriany David (atual prefeito de Garuva), colocar o projeto em prática vai ampliar as ações em conjunto das cidades da região.

Atualmente, tudo que um município faz voluntariamente ao outro pode ser considerado como improbidade administrativa. Com a vigência da região metropolitana isso muda e torna a cooperação legal.

Mirante de Joinville – Foto: Rogerio da Silva | Prefeitura Municipal de Joinville/DivulgaçãoMirante de Joinville – Foto: Rogerio da Silva | Prefeitura Municipal de Joinville/Divulgação

A Amunesc ainda afirma que as cidades poderão pensar ações em conjunto para solucionar problemas em comum – como mobilidade urbana, saneamento básico e destinação de resíduos.

Além do efeito prático, a criação de regiões metropolitanas virou exigência do Governo Federal para destinar recursos. Uma vez que a verba será enviada para o bloco de cidades e não mais para um município específico.

“A Amunesc liderou o processo administrativo com os prefeitos e repassou os relatórios à Assembleia Legislativa para que lá fosse discutida a criação. Chamou a responsabilidade para dentro. O objetivo é desenvolver ainda mais projetos”, reforça o presidente da associação, que está otimista com a aprovação na Alesc até o final de 2021.

Como será a região metropolitana de Joinville

A princípio, a Região Metropolitana de Joinville terá os municípios de Joinville (sede) e Araquari. Na área de expansão entram os municípios de Balneário Barra do Sul, Campo Alegre, Garuva, ltapoá, São Francisco do Sul, Rio Negrinho e São Bento do Sul.

Como serão divididas as regiões metropolitanas – Foto: região metropolitanaComo serão divididas as regiões metropolitanas – Foto: região metropolitana

Já a Região Metropolitana de Jaraguá do Sul contempla, além de Jaraguá do Sul e Guaramirim, os municípios de Barra Velha, Corupá, Massaranduba, São João do Itaperiú e Schroeder.

Por fim, no Planalto Norte seriam Canoinhas, Três Barras, Bela Vista do Toldo, Irineopólis, Itaiopólis, Major Vieira, Monte Castelo, Papanduva, Porto União e Mafra.

*Mikael Melo cobre interinamente a coluna de Sabrina Aguiar

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...