Possível prática de preços abusivos no combustível é investigada na Grande Florianópolis

Operação acontece após seguidas denúncias de consumidores sobre o aumento repentino nos preços nesta semana

Uma ação conjunta fiscaliza os postos de combustíveis da Grande Florianópolis na tarde desta quinta-feira (9). A operação é realizada pelo MPSC (Ministério Público de Santa Catarina), CCO (Centro de Apoio Operacional do Consumidor), com o Procon/SC, Secretaria de Estado da Fazenda e Polícia Civil. O objetivo é verificar o possível aumento de preços sem justificativa.

Postos de combustíveis foram notificados – Foto: Divulgação/NDPostos de combustíveis foram notificados – Foto: Divulgação/ND

A operação acontece após seguidas denúncias de consumidores sobre o aumento repentino nos preços nesta semana, ao mesmo tempo em que ocorria o bloqueio de estradas no Estado realizado por grupo de caminhoneiros.

Se for verificado que o preço aumentou sem justificativa, o local será autuado. Além disso, o responsável será encaminhado à Polícia Civil, onde um boletim de ocorrência será registrado e um inquérito será aberto para apurar possíveis crimes contra a economia popular.

Na última quarta-feira (8), o Procon de Santa Catarina notificou o Sindipetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo) sobre as altas abusivas no preço. O órgão solicitou que a entidade orientasse seus associados a não aplicarem reajuste no valor do combustível em função do bloqueio dos caminhoneiros.

Posto autuado

No fim da noite desta quarta-feira, a GMF (Guarda Municipal de Florianópolis) flagrou um posto de combustíveis com aumento abusivo no preço da gasolina. Nas imagens, o proprietário do local admite que o subiu o valor em R$ 0,27.

O posto foi procurado pela reportagem às 9h10 desta quinta e informou que o órgão municipal estava no local. Em novo contato, o gerente do estabelecimento não quis comentar as notificações.

Conforme o diretor do Procon, Alexandre Farias Luz, o órgão está notificando os postos para apresentarem informações sobre o valor cobrado ao consumidor. Caso existir aumento injustificado, o estabelecimento poderá ser multado ou até mesmo ter seu alvará cassado.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Economia SC

Loading...